ate-onde-deu-pra-ir-de-bicicleta-pedalar-sozinho

5 dicas para pedalar sozinho

Atualizado em 09/03/2016

Pedalar sozinho é uma realidade para muitos ciclistas. Seja pela falta de companhia ou por não conseguir combinar dias e horários que todos possam, Há também ciclistas que adoram passar um tempo – ou boas horas – sozinhos com suas bicicletas.

Pensando nisso, resolvi fazer esse post com 5 dicas para pedalar sozinho. E se estiver buscando mais informações sobre pedalar sozinho ou em grupo, você pode ver também os artigos abaixo:

 Pedalar em grupo ou sozinho? Vantagens e desvantagens de cada pedal

 5 dicas para pedalar em grupo

Nesse post estou falando especificamente de dicas para pedalar sozinho. Dicas como andar bem equipado, usar refletores à noite etc são dicas gerais que valem para qualquer tipo de pedalada. Então, fique ligado nas dicas abaixo e aproveite cada km com sua bike!

5 dicas para pedalar sozinho

foto: gitebellevie.com

foto: gitebellevie.com

1 – Avise às pessoas sobre sua pedalada.

celular-01

Quem pedala sozinho sabe que essa é a grande preocupação dos parentes e amigos. Às vezes estamos lá curtindo um pedal maravilhoso e nossos entes queridos preocupados (muitas vezes em excesso). Mesmo que você já seja experiente nos pedais, deixe sempre avisado com alguém sobre o horário da sua pedalada e seu destino.

Se você gosta de decidir na hora e não souber pra onde vai, pelo menos avise que está saindo para pedalar. Leve sempre um telefone celular, para dar notícias ou poder ser contactado nos locais onde tiver sinal disponível da sua operadora. São atitudes simples que deixam todos mais tranquilos.

E se você vai pedalar longas distâncias e ficar muito tempo fora, fique atento no seu desempenho. Aqui no blog temos um artigo com 5 dicas para pedalar longas distâncias que pode te ajudar.

2 – Leve dinheiro e documentos de identificação.

.

É uma dica básica, mas muitos não fazem. Mesmo que não pretenda gastar nada, leve dinheiro extra. Eu calculo uma quantidade para caso seja necessário voltar de ônibus ou táxi. Às vezes levo também pensando em um lanche ou refeição extra pelo caminho. Documentos de identificação também são fundamentais, no caso de eventual e indesejado acidente, ou outra necessidade menos urgente.

3 – Escolha bem o seu trajeto

Meio termo entre diversão e segurança!

Meio termo entre diversão e segurança!

Quando se pedala sozinho, devemos prestar mais atenção a algumas coisas, como por exemplo a segurança do trajeto. Evite locais perigosos seja pelo trânsito ou por questões de (falta de) segurança. O ciclista sozinho está mais vulnerável. O que não é motivo de forma alguma pra você deixar de pedalar! Caso pedale por estradas ou trilhas, seja prudente e evite manobras que possam colocar a sua segurança em risco. Fique atento ao trajeto!

4 – Equipe-se de acordo com seu destino

Que tal algumas ferramentas?

Que tal algumas ferramentas?

Quando se pedala em grupo existem uma série de equipamentos ou ferramentas que podem ser levados apenas por uma das pessoas. Quando se pedala sozinho, você deve pensar em tudo. Imagine que você está em uma estrada a 20 quilômetros de sua casa e ocorre um simples furo no pneu. Isso pode ser um pequeno imprevisto ou algo que vai te dar muita dor de cabeça, dependendo da sua preparação para o pedal.

Pense sempre por onde vai pedalar e se a região terá serviços disponíveis. Se você for pedalar pela cidade, pode levar menos equipamentos. Se for para uma trilha ou estrada, onde não haverá oficinas, serviços de borracharia  etc. por longos quilômetros, você deverá levar tudo o que for precisar para evitar imprevistos. Muitos acham chato levar muitas coisas para a pedalada, mas quando está sozinho é necessário. Tomara que você não precise usar nenhum equipamento pra emergências. Mas se precisar, eles estarão lá.

5 – Atenção para alimentação e hidratação

Alimente-se bem

Alimente-se bem

Essa dica é derivada da dica número 4, mas merece atenção especial. Muitas pessoas saem para pedalar sozinhas e se descuidam da alimentação e da hidratação, achando que vai ter água e comida fácil pelo caminho. Às vezes até dentro da cidade, quando é feriado e o comércio está fechado. Mais ainda quando se está numa trilha ou estrada. Já passei a experiência de calcular mal a quantidade de alimento e sentir fome no meio da estrada. Meu desempenho no pedal caiu muito, e depois de alguns km quando encontrei uma lanchonete de beira de estrada transformei um pão de queijo e um refrigerante no maior banquete da minha vida.

Pra você não passar esse aperto, escrevi aqui no blog um artigo falando sobre alimentação ideal em pedaladas de longa duração. É só clicar e conferir.

As dicas finais

Apesar de muitos cuidados e das dicas basicamente estarem relacionadas à segurança, quem curte pedalar sozinho sabe como é algo fantástico. Basta tomar alguns cuidados e seguir as dicas e aproveitar o melhor que um passeio de bike pode proporcionar.

Espero que tenha gostado das dicas. Se você tem mais alguma dica que eu não coloquei aqui, compartilhe com a gente comentando nesse post. Se achou o conteúdo interessante, compartilhe com os amigos nas redes sociais! Não deixe de conferir também os outros posts dessa série:

 Pedalar em grupo ou sozinho? Vantagens e desvantagens de cada pedal

 5 dicas para pedalar em grupo




There are 11 comments

Add yours
  1. Rafael Varela

    bem legal suas sugestões, como estou iniciando pra mim tds as informações são bem-vindas. Eu ainda tenho dúvida em relação a minha autonomia, pq tenho medo de ir mto longe e não conseguir voltar (por cansaço) ou de chegar em casa e no dia seguinte estar podraço. parabén!

  2. Ricardo Toledo Gonçalves

    Andre bacana este site.
    Sugiro que levem também na mochila juntamente com a identidade um cartão preenchido com o seu endereço, telefone/celular de parentes/amigos, tipo sanguineo e cartão do plano de saúde.
    Abçs,
    Ricardo

  3. Alfred Carstens

    Andre,

    Muito boas dicas. Poucas vezes pedalo em grupo, na maioria das vezes so.
    Bom treinar e simular troca de camaras, reparo de corrente com “missing link” entre outros pequenos reparos.

  4. Evelyn

    Oi Andre,
    Sempre gostei de bike para passeios, mas muito esporadicamente. Como moro em SP e aqui o transito é caótico, resolvi começar a me locomover de bike mesmo. Apesar de ser iniciante, faço um percurso de 16km por dia (8km ida/8km volta) e ando morrendo em busca de algumas dicas…
    Li a maioria dos seus posts e ajudaram bastante, mas como é bem genérico vou perguntar no meu caso. Lá vai:

    1. Que tipo de bike você diria que é melhor para este percurso, sendo que ando pelo menos de segunda a sexta em subidas e descidas? Eu gosto da urbana por me deixar mais reta, mas numa pesquisa vi que elas nem sempre resistem muito ao asfalto esburacado de SP…

    2. Bermudas ou selin novo? Porque meus glúteos já andam pedindo conforto a uns dias, mas não sei bem no que devo investir primeiro…

    3. Como faço para achar grupos de pedal? Eu adoro pedalar sozinha, reflito muito e vou no meu ritmo, mas não dá pra bobear por aqui não, fico com medo de ser assaltada toda hora…

    4. Capacete feminino ou masculino que se encaixe na minha cabeça? Percebi que não tem muitas opções de capacete para mulheres (aliás, não tem muitas opções de nada feminino), e fico pensando se um masculino que se encaixe poderia ser uma opção também…

    5. Mochila ou bolsa de bagageiro? Confesso que preferiria mochila já com a hidratação, mas não sei se é o certo porque carrego comigo o material das aulas, que não é muito, mas alguns cadernos fazem diferença no cansaço do fim de semana…

    6. Luvas fechadas suam muito? Eu iria preferir fechada porque trás mais segurança, mas tenho o pequeno probleminha de hiperhidrose nas palmas das mãos, então não sei se vale a pena…

    Obrigada aí Andre, todas as suas dicas são bem úteis!!
    E desculpa o texto, mas é que tô achando bem difícil encontrar um ciclista que me responda.

  5. Até Onde VOCÊ Foi

    Ei Evelyn, desculpe a demora na resposta. Muito obrigado por seu comentário. Vamos às respostas:

    1 – Aconselho uma urbana ou ainda uma dobrável pela praticidade.

    2 – Bermudas e Selin. Na verdade, seria legal ver o modelo do seu selin, pra saber se é confortável. Conforto nunca é demais. 🙂

    3 – Em Sampa tem diversos grupos de pedal, Você pode procurar aqui nesse link: http://www.wde.com.br/bike/passeios.htm

    4 – Os capacetes são vendidos por tamanho, então, você pode pensar na possibilidade de adquirir um modelo masculino.

    5 – Eu prefiro bolsa de bagageiro. Deixa as costas livres, mesmo o percurso sendo pequeno. E o principal, diminui a transpiração provocada pelo contato da mochila com as costas.

    6 – Eu prefiro as fechadas, por protegerem os dedos por coimpleto. Uso mesmo nos dias quentes e já me acostumei. Eu usava luvas abertas nos dedos e uma vez infelizmente omei um tombo e machuquei justo os dedos que estavam desprotegidos. Mas essa é uma questão de gosto. Se você sentir muito calor, pode ser uma aberta sim (com boa proteção das palmas das mãos).

    Espero ter ajudado. Um grande abraço e boas pedaladas!

    André Schetino

  6. Evandro Denzin

    Muito boas suas dicas! Quero acrescentar uma que faço, pois pedalo muito sozinho (por gostar e por incompatibilidade de horário com os companheiros) aqui no interior, até mesmo a noite por estradas rurais (que resolvi não fazer mais, pois o risco é grande no caso de um acidente e aí ninguém vai me encontrar onde eu estiver se precisar de socorro, sem falar que em muitos lugares não há sinal de celular). A dica: deixe o telefone de um amigo ciclista que conhece o percurso que vc vai fazer e o nome/indicações do trajeto que irá fazer com sua esposa, filhos ou pessoa da família, informando a hora aproximada do retorno. Se acontecer algo que impeça seu contato (seja por falta de sinal ou por acidente grave), sua família terá a quem recorrer.

    Agora uma pergunta: alguém conhece algum aplicativo de celular que consiga rastrear nossa posição por GPS e que possibilite outra pessoa seguir? Eu minha esposa utilizamos um chamado Amigos, mas ele funciona com base em sinal de internet e não de GPS o que inviabiliza para trilhas de MTB…

  7. Magno

    Muito top, estes post…
    Sempre pratico este esporte sozinho e sempre levo o RG e carteirinha do convenio, tanto pq sempre faço um percurso diferente, uma boa dica é ter com o Smartphone um aplicativo que trace seus percursos, assim pode ser pesquisado em tempo real o trajeto.
    Parabéns pelas dicas.

  8. Marco Antonio

    Boas dicas,alerta aos ciclistas quando pegarem uma estrada e longo trexo km.Parabens,principalmente na alimentaçao tambem nas ferramentas que levar.ok.Legal gostei.


Post a new comment