ate-onde-deu-pra-ir-de-bicicleta-estrada-real-caxambu-sao-lourenco

Cicloturismo Caxambu (MG) – São Lourenço (MG)

 Esse post é o relato do primeiro dia da cicloviagem entre Caxambu (MG) e São Bento do Sapucaí (SP). Para ver o post com o planejamento, vídeo e roteiro completo dos 3 dias de viagem, clique aqui.

Ou se preferir, veja também:

2º Dia: São Lourenço – Wenceslau Braz

3º Dia: Wenceslau Braz – São Bento do Sapucaí

Cicloturismo em Caxambu

Caxambu é uma bela cidade do Sul de Minas, com 21.705 habitantes (dados do IBGE). Já havia estado lá de passagem, apenas por algumas horas, em 2012. Mas dessa vez poderia pedalar pela cidade.

Cheguei em Caxambu de ônibus às 5 da manhã. Foi a hora de ajeitar os alforjes na bike e quebrar a ansiedade com as primeiras pedaladas pela cidade. Depois de um café numa padaria parti para a subida do Morro do Caxambu, o ponto mais alto da cidade.

O caminho é asfaltado e depois tem calçamento, todo ele bem sinalizado. A subida foi bem difícil, com direito a empurrar a bike no trecho final que era mais íngreme. Com uma bike com megarange e sem alforjes creio que seria tranquilo. Mas, depois de toda subida vem a recompensa. E essa foi ver o amanhecer e a linda vista da cidade do alto do mirante.

Depois foi hora de aproveitar a descida até o centro da cidade e conhecer o Parque das Águas. A entrada no Parque custa R$ 5,00 para turistas (os moradores da cidade tem acesso gratuito). Atenção: infelizmente não é permitida a entrada de bicicletas no Parque das Águas. O jeito foi prender a bike e fazer o passeio a pé.

O Parque das Águas de Caxambu possui 210.000 m2 de área e 12 fontes de água mineral, todas catalogadas e com informações sobre as propriedades curativas e seu uso apropriado. Além disso, outros atrativos formam uma estrutura maravilhosa para os frequentadores: termas, piscinas, quadras de tênis, lago com pedalinhos, muitas pistas de caminhada e muito mais. Dentro do Parque funciona também a fábrica da água mineral Caxambu. Um espaço lindo que merece algumas horas de visitação.

Nota do blog: Caxambu é uma bela cidade, e pode merecer mais de um dia do viajante. Se você por acaso planeja esticar sua estadia por lá, pode encontrar uma lista de hotéis e pousadas com preços de diárias aqui.

Confira algumas fotos do Parque.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Rota do STRAVA do pedal e passeio no Parque das Águas em Caxambu

Caxambu – São Lourenço: 28km pedalando pela Estrada Real

Após o passeio no Parque era hora de seguir viagem. O plano era pedalar os 28km por entrada de terra entre Caxambu e São Lourenço. A escolha de pedalar menos no primeiro dia foi feita por dois motivos. Primeiro, por ser o momento de adaptação com a bike pesada e os alforjes. E depois pelos atrativos turísticos tanto de Caxambu quanto de São Lourenço.

Saí de Caxambu já por volta das 10 horas da manhã. A estrada de terra que liga a cidade à São Lourenço sai de frente à rodoviária, e faz parte do circuito da Estrada Real. Por isso mesmo, o caminho é totalmente sinalizado pelos totens da Estrada Real e marcos no chão que mostram a distância entre as duas cidades. E pra não correr risco de errar, os totens que estavam em locais que permitiam dúvidas sobre o trajeto são marcados com setas em tinta amarela ou verde.

Estrada entre Caxambu e São Lourenço (MG). Foto: André Schetino

Estrada entre Caxambu e São Lourenço (MG). Foto: André Schetino

Foi um começo de viagem bem tranquilo, aproveitando pra tirar muitas fotos e filmar as belezas do passeio.

O trecho mais duro ficou para o final do percurso, faltando cerca de 7km pra chegar em São Lourenço. Trata-se de um ponto com uma subida muito forte e acidentada. A estrada estava bem estreita e não passavam carros. Pra ter ideia da dificuldade, encontrei com um motociclista que fazia a Estrada retornando nesse trecho pois não conseguia prosseguir por ali. O jeito foi empurrar a bike mais uma vez.

Depois desse momento de maior dificuldade, a estrada voltou a ficar boa e logo encontrou o asfalto que levava a São Lourenço. Cruzei a pista do anel rodoviário e entrei na cidade pela Rua José Simão Dutra. O caminho era tranquilo, por dentro dos bairros. Depois de 28 km já estava na bela cidade de São Lourenço!

Cicloturismo em São Lourenço

São Lourenço é uma com 41.657 habitantes (dados do IBGE). Também possui um belíssimo Parque das Águas, esse administrado pela Nestlé, que produz a água mineral São Lourenço.

Cheguei à cidade morrendo de fome, mas passei antes na entrada do Parque para pegar algumas informações. O Parque também não aceitava bicicletas, mas tinha um bicicletário na entrada (do lado de fora do Parque), e a entrada custa 7 reais.

Resolvi então almoçar, e me instalar em um hotel antes de passear. A cidade possui ótima estrutura hoteleira. São diversos hotéis e pousadas. No site do Booking você pode escolher de uma lista com quase 30 (clique aqui para ver). Eu escolhi um hotel na próximo do Parque para me alojar. A diária custou 127 reais, com cefé da manhã.

Com a fome saciada e de banho tomado, foi a hora de caminhar e curtir o fim de tarde no Parque das Águas.

O Parque é lindo e merece um dia inteiro de passeio. É bem maior do que o de Caxambu. Sua área total é de cerca de 430.000 m2, com 9 fontes de água mineral, biblioteca, lago com pedalinhos, pista de bocha, pista de cooper e estrutura de lanchonetes, restaurantes etc. Na hora do por do sol a maioria dos frequentadores do parque se dirigem ao lago para ver a chegada das Garças. É um momento muito bonito, onde muitas (muitas mesmo!) garças chegam ao parque, se acomodando nas árvores para dormir. As árvores ficam todas branquinhas, repletas de garças, um momento muito bonito. Vale a pena conferir! Veja mais detalhes nas fotos e vídeos desse post.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Minha viagem continuou no dia seguinte, saindo de São Lourenço e pedalando 72km até a cidade de Wenceslau Braz. Confira o post clicando aqui.

Rota do STRAVA do pedal de Caxambu a São Lourenço (MG)

Links e informações úteis

Parque das Águas de Caxambu (MG)

Site do Parque das Águas de São Lourenço (MG)

Ou se preferir, veja também:

Roteiro completo de 3 dias: Caxambu – São Bento do Sapucaí.

2º Dia: São Lourenço – Wenceslau Braz

3º Dia: Wenceslau Braz – São Bento do Sapucaí

Vídeo da cicloviagem: Caxambu a São Bento do Sapucaí




There is 1 comment

Add yours

Post a new comment