100_5812

Cicloturismo: Expedição Porto Alegre – São Francisco do Sul

Por Fábio Vieira

 

.

.

A viagem começou de forma inesperada ao checar que no bagageiro do ônibus que nos levaria até Porto Alegre, não havia espaço para as bicicletas. Depois de conversas e telefonemas, ficou acertado que as megrelas iriam na sexta 16 pela manhã. Fábio segue viagem sozinho enquanto Rafael e Joci dormem em Joinville para partir na manhã seguinte com as bikes.

A chegada do Joci em Porto Alegre foi às 23:15 de sexta e o Rafael ficou em Osório.

 

Joci na chegada em Porto Alegre

Joci na chegada em Porto Alegre

Conforme planejamento, foi dado início a viagem no sábado 17 às 08:30, porém com atraso de 30 minutos e com um integrante a menos, o Rafael.

Joci, Vó do Fábio e Fábio

Joci, Vó do Fábio e Fábio

Com 23 km veio o primeiro pneu furado do Joci com um parafuso de 3 cm cravado na borracha não há antifuro que resista.

Depois de percorridos cerca de 90 km encontramos o Rafael na Freeway próximo a Osório.

Rafael iniciando sua jornada

Rafael iniciando sua jornada

A avó do Rafael, dona Anésia serviu um almoço farto em Osório, e após um merecido descanso seguimos rumo ao litoral gaúcho. No primeiro dia foram percorridos 162 km de Porto Alegre até Xangri-lá onde fomos acomodados na casa da prima do Fábio.

.

.

Na saída do segundo dia constatamos que o pneu do Rafael havia furado (2ª vez). Com um certo atraso seguimos até encontrar uma borracharia aberta no domingo no horário do jogo do Santos e Barcelona. O que parecia impossível aconteceu depois de 25 km. Encontramos em Capão Novo a borracharia do Sílvio e do seu filho Guilherme que além de consertarem a câmera do Rafael nos serviram um chimarrão.

Joci e Sílvio num papo descontraído

Joci e Sílvio num papo descontraído

Pneu consertado é hora de pedalar rumo a Torres-RS para o almoço. Como a avenida Interpraias de Arroio do Sal estava em péssimas condições, optamos por seguir pela areia da praia que apesar de tudo oferecia condições e assim fomos até a última cidade do litoral gaúcho, onde paramos para almoçar.

Beira mar de Arroio do Sal

Beira mar de Arroio do Sal

.

.

Ponte pênsil na divisa do RS e SC

Ponte pênsil na divisa do RS e SC

.

.

No estado catarinense, seguimos pelo litoral até o Balneário Gaivota onde depois de muita estrada de chão e pedra optamos por seguir pela beira da praia com areia dura e sem vento até Arroio do Silva depois de 127 km.

Estrada em meio aos pinus

Estrada em meio aos pinus

Beira mar em Balneário Gaivota

Beira mar em Balneário Gaivota

Em Arroio do Silva discutíamos em uma padaria onde dormiríamos, enquanto a chuva caía. Um senhor curioso pela aventura puxou papo e gentilmente cedeu uma casa desocupada que nos serviu de hotel naquela noite após pedalarmos 167 km. Seu Braz foi mais um amigo que conhecemos em nossa viagem.

Joci, Fábio, Seu Braz e Rafael

Joci, Fábio, Seu Braz e Rafael

No terceiro dia, seguímos para Araranguá (BR-101) para não atrasarmos a viagem pois o Rafael tinha compromisso na quinta 22 pela manhã e achamos que pelo litoral via Morro dos Conventos poderia demorar mais que o previsto.

Ao chegarmos em Laguna o Rafael informou que a partir daquele momento seguiria a viagem até Florianópolis sozinho abandonando a Expedição.

Depois do almoço e de um descanso, Fábio e Joci enfrentarma o sol forte e o vento contra até Garopaba onde foram hospedados pelo casal André e Lena, amigos do Fábio da época em que morava em Porto Alegre.

Joci e Fábio em Garopaba-SC

Joci e Fábio em Garopaba-SC

100_5895

Joci, André, Lena e Fábio

No quarto dia o cansaço já era evidente mas o entusiasmo só aumentava a medida que íamos vencendo cada km. Nos despedimos de Garopaba subindo os 170 metros de altura do Morro do Siriú, onde após uma parada para a foto, descemos em direção a BR-101 em Paulo Lopes.

Joci e Fábio no Siriú

Joci e Fábio no Siriú

Seguimos pela 101 até Biguaçú onde paramos para o almoço e esperamos o sol dar uma trégua pois o calor era muito forte. Passamos por Tijucas e rumamos a Balneário Camboriú pela interpraias e suas 4 fortes subidas onde a vovózinha foi acionada. Na chegada a Balneário fomos recepcionados por nada mais nada menos que ele, o Papai Noel.

Interpraias de Balneário Camboriú

Interpraias de Balneário Camboriú

Joci e Fábio sendo recepcionados belo bom velhinho

Joci e Fábio sendo recepcionados belo bom velhinho

Depois de 145 km do quarto dia fizemos um churrasco para repor as proteínas e relembrar os momentos da viagem que para o Joci encerrava-se naquele dia.

No quinto e último dia não é preciso dizer que eu estava cansado, mas disposto e confiante em mais um dia de pedal até São Francisco do Sul.
Parti de Balneário para Itajaí onde atravessei de Ferry Boat até Navegantes e dali passei por Penha, Piçarras e Barra Velha, retomando o caminho pela BR-101.

Travessia Itajaí x Navegantes

Travessia Itajaí x Navegantes

Com o sol forte e o desejo de chegar em casa, os km foram sendo vencidos sem muita dificuldade até deixar pela última vez a BR-101. Cheguei na entrada de São Francisco do Sul antes do meio dia, faltando apenas 15 km para o final da viagem.

Acesso para a BR-280

Acesso para a BR-280

Chegada em São Francisco do Sul

Chegada em São Francisco do Sul

Como era de se esperar, em mais 40 minutos a Expedição Porto Alegre x São Francisco do Sul chegou ao fim dentro do prazo planejado, sem nenhum acidente e com muitas lembranças pra contar.

Fábio na chegada da Expedição Porto Alegre - São Francisco do Sul

Fábio na chegada da Expedição Porto Alegre – São Francisco do Sul

Resumo da Expedição

Distância: 720 km
Dias: 5
Pneus Furados: 3 (2 Rafael 1 Joci)
Tempo de pedal: 35h36min
Calorias: 20.000

Agradecimentos:
Bikesul (Lúcio), Hotel Fragata (Zé), Surf Bar (Walmor), Panificadora Santa Marta (Marcelo), Urtado Refrigeração (Gesiel), Farmácia São José-Master Farma (Luciano) e Multigrafi (Roque)

Francielle (esposa Rafael), Márcia (esposa Joci) e Cintia (esposa Fábio)

Vó Arinda, Vó Anésia, Cláudia, Braz, André e Lena, e a todos que de uma forma ou de outra apoiaram e contribuíram para a realização deste projeto.

Fotos e vídeos aqui:

https://picasaweb.google.com/108962677449482591540/ExpedicaoPortoAlegreXSaoFranciscoDoSul17A211211#

[Nota do blog:] se você vai pedalar peas cidades deste roteiro, pode conferir uma opções de hospedagem nos links abaixo:

 Quer mais dicas de roteiros para cicloturismo? Clique aqui e veja nossa lista completa de relatos de viagens.


ATÉ ONDE VOCÊ FOI É O MAIOR BANCO DE HISTÓRIAS E EXPERIÊNCIAS SOBRE A BICICLETA E O CICLISMO DA INTERNET BRASILEIRA. PARA CONHECER O PROJETO, ENVIAR A SUA HISTÓRIA E CONCORRER A PRÊMIOS BASTA CLICAR AQUI




There are 29 comments

Add yours
  1. Cintia Kanzler

    Quando meu marido me disse que iria fazer esta viagem, achei que fosse loucura, mas em seguida concordei e incentivei. No final comemoramos.

  2. Jeferson Brüning

    Bela aventura Fábio, parabéns pela força de vontade e determinação em suas expedições. Estou planejando fazer uma ainda esse ano, e gostaria muito de trocar algumas informações com você se possível. Abraço.

  3. Paulo

    Conheci o Fábio à uns 8 anos, eu de pé e ele de bike, gastei um chinelo, um tênis, criei um filho, comprei um carro, um rack pra levar bike no carro, comprei a bike… e o Fábio? Ainda em perfeita sintonia com sua magrela. Parabéns gurí, show de trip, bons amigos e sua inseparável companheira!!! E a bolsa? valeuuu irmão, talvez assim eu vá mais de bike…

  4. Iraci Silveira

    Parabéns por fazer desafios como este. É preciso muita coragem e vcs tem isso de sobra. Parabéns.

  5. sonia araujo

    É isso, Fábio.Nós podemos tudo aquilo que queremos.Você é um vencedor e merece o melhor para sua vida.Parabéns também pela família que cerca vc:pais, irmão, esposa e filhos, pois são fundamentais nesta sua caminhada. Abraços e sucesso sempre

  6. Sandro Mueller

    Parabéns aos participantes, muito show…

    Meu sonho era fazer uma desta em família…

    Valeu Abração.

  7. Vera Lúcia

    Que disposição Fábio. Uma hora dessa me animo a investir em uma “Bici” e vou largar com vocês, chegar já será outra história…

  8. Samuel Rodrigues Lopes Sobrinho

    Parabéns pelo ótimo relato desta Expedição. É possível perceber no relato que a determinação faz a diferença quando se quer algo que depende do esforço físico e mental para se alcançar o objetivo de pedalar tantos km. Sucesso e Good Luck com a Bolsa.
    Samuca.


Post a new comment