ate-onde-deu-pra-ir-de-bicicleta-cicloturismo-puglia-italia-04

Cicloturismo na Puglia – Itália. Dia 6: de Otranto a Santa Maria de Leuca

Esse post faz parte da série Cicloturismo na Puglia – Itália. Foram 8 dias de pedaladas pela região da Puglia, a convite da Italy Bike Tour. Para conhecer o roteiro completo da viagem clique aqui.

Dia 6 – de Otranto a Santa Maria de Leuca

Nosso sexto dia de viagem continuou com muito sol, praia e belas paisagens. Nosso destino era Santa Maria de Leuca, a ponta da Itália! Eu e Walter acordamos cedo e voltamos para o centro de Otranto, para algumas fotos. A cidade estava ainda mais bonita durante o dia, com muitos barcos e belas construções.

Vista de Otranto...

Vista de Otranto… Foto: André Schetino.

Otranto e seus castelos. Foto: André Schetino.

Otranto e seus castelos. Foto: André Schetino.

Otranto

… belas casas… Foto: André Schetino.

Otranto

Os barcos em Otranto. Foto: André Schetino.

Depois nos reunimos com os amigos de pedal, e as 10 da manhã iniciamos nossas pedaladas. Logo avistamos o mar, que estava lindo. Sua cor misturava o azul com o prateado formado pelos raios do sol, e permaneceu assim durante muito tempo. Vimos também uma cava de bauxita, com um lago embaixo das montanhas de minério vermelho.

A cava de bauxita

A cava de bauxita

O belo mar na saída de Otranto

Giulio e João, com o belo mar na saída de Otranto

O caminho ficava cada vez mais bonito a beira mar. Pedalamos por uma grande reta, uma estrada de asfalto com flores brancas dos dois lados sempre acompanhados do mar azul-prateado à nossa esquerda. Mas o percurso hoje ficou marcado pela mistura de subidas – não muito íngremes e um pouco longas, para passar a região de pedras – e descidas que nos levavam de volta a belas praias. No alto tínhamos muito pontos de mirantes, e foi muito bonito avistar o litoral, as cidades que estavam por vir e as outras que deixávamos para trás.

Como bom mineiro, de braços abertos pra o mar!

Como bom mineiro, de braços abertos pra o mar!

Caminho de subidas, com belos mirantes...

Caminho de subidas, com belos mirantes…

... e um mar sem fim!

… e um mar sem fim!

Nosso primeiro banho de mar foi na praia de Porto Badisco, com um belíssimo visual. Lá encontramos um casal de cicloturistas holandeses, e aproveitamos os momentos de uma boa conversa. Eles já eram bem mais velhos e tivemos uma aula de vida, com as experiências de duas pessoas que estão há tanto tempo juntas, e mantendo o espírito de aventura.

O primeiro mergulho do dia, em Porto Badisco

O primeiro mergulho do dia, em Porto Badisco

Seguimos então, pedalando até chegarmos em Santa Cesarea Terme. Uma pequena cidade do litoral com um castelo de inspiração árabe, que se destaca na paisagem da cidade. Lá paramos para um sorvete e conversamos um pouco aproveitando o sossego do lugar.

A bela vista de Santa Cesarea Terme

A bela vista de Santa Cesarea Terme

Nosso destino agora era a cidade de Castro, onde paramos pra almoçar e aproveitamos mais uma vez o mar. A chegada na cidade foi muito bonita, com suas casinhas brancas e o mar à esquerda. O dia foi de massa com frutos do mar no restaurante Grota del Conte, mais uma vez acompanhado de nosso delicioso tiramisu! hehehe

Chegada à cidade de Castro

Chegada à cidade de Castro

A região tem praias muito bonitas, e além das subidas e descidas de bicicleta, experimentamos também o entra e sai da água. Era até engraçado, porque nadamos bastante em Porto Badisco e em Castro, antes de seguir pedalando. Pouco tempo de pedal depois, ao chegar na próxima praia, tinha a sensação de que o lugar era tão bonito que não tinha como não entrar no mar. Sorte que meus amigos de viagem tiveram o mesmo sentimento. A foto abaixo é da praia de Aquaviva, linda! Não tinha como recusar um mergulho não é mesmo?

Acquaviva. Impossível não entrar!

Acquaviva. Impossível não entrar!

E assim foi durante todo o dia. Em um ritmo bom, sem pressa e aproveitando bastante as praias e o dia de sol. Após Aqcua Viva, tivemos uma das subidas mais longas do percurso. Quando começamos a descer, Giulio encostou ao meu lado e disse: “presta atenção no que vem pela frente”. Ele já conhecia a região e já deve ter visto a reação de muitas pessoas ao ver aquele lugar. Por isso mesmo notei que ele ficava satisfeito ao ver minha cara de espanto e de admiração pela paisagem que se abria bem diante de mim.

À medida em que íamos descendo pedras enormes iam se aproximando e crescendo diante dos nossos olhos. Chegávamos ao Ciolo, região com pedras muito altas à beira mar. O mar entrava por entre duas colunas muito grandes de pedras, formando cavernas e um visual maravilhoso. Ali tivemos um fim de tarde especial. Curtimos o visual, tiramos fotos, participamos inclusive do book de casamento de um casal que fotografava por lá (tiramos fotos os 5 ciclistas com os noivos! rsrs).

As grandes rochas do Ciolo

As grandes rochas do Ciolo

... de mar e cavernas...

… de mar e cavernas…

ótimo lugar para mergulhos...

ótimo lugar para mergulhos…

... e também para as fotos de casamento!

… e também para as fotos de casamento!

Depois experimentamos algo simples, mas muito especial, que só pôde ser proporcionado pelo espírito dessa viagem de bike. Ficamos lá sentados nas pedras, os 5 amigos, em silêncio, admirando a belíssima paisagem e o cair da tarde. Sem se preocupar com os quilômetros, com a hora de chegar, apenas curtindo o momento. Me senti muito grato por estar ali naquele lugar, com aquelas pessoas, contemplando aquela linda paisagem. Depois de 6 dias pedalando juntos, formávamos uma bela turma de amigos. Sem precisar falar nada, nos levantamos todos juntos e seguimos viagem.

um dos belos momentos da viagem...

um dos belos momentos da viagem…

Já com a noite chegando avistamos o Farol de Santa Maria de Leuca. Após 57 quilômetros pedalados, chegávamos na ponta da Itália, onde se encontram o Mar Adriático e o Mar Jônico. Ficamos hospedados no Hotel Terminal. Estávamos cada vez mais próximos do destino final de nossa viagem de cicloturismo. Faltavam apenas mais dois dias.

o farol de Leuca. A ponta da Itália.

o farol de Leuca. A ponta da Itália.

Santa Maria de Leuca

Santa Maria de Leuca

Resumo do dia e dados técnicos – Otranto – Santa Maria de Leuca

Kms pedalados: +- 57
Cidades: Otranto, Porto Badisco, Santa Cesarea Terme, Castro, Santa Maria de Leuca.
Alguns pontos de interesse: o dia é do mar e das praias. Todo o litoral convida para os banhos de mar. Aproveite bastante as áreas de Porto Badisco, Castro  e do Ciolo, que também são muito boas para a prática do mergulho. A praia de Acqua Viva é mais rasa, um belo lugar para sentar e ficar.

*               *               *

[Nota do blog:] se você vai pedalar pelas cidades deste roteiro, pode consultar hostels e hotéis nos links abaixo:

Esse post faz parte da série Cicloturismo na Puglia – Itália. Foram 8 dias de pedaladas pela região da Puglia, a convite da Italy Bike Tour.

Para conhecer o planejamento e o roteiro completo da viagem clique aqui.

Veja também os relatos dos outros dias. É só clicar nos links abaixo:

1º Dia – Chegada em Bari e a reunião do grupo – as primeiras pedaladas

2º Dia – de Alberobello a Ostuni

3º Dia – de Ostuni a Brindisi

4º Dia – de Brindisi a Lecce

5º Dia – de Lecce a Otranto

7º Dia – de Santa Maria de Leuca a Galipoli

8º Dia – Pedal por Galipoli e retorno a Lecce

 

Quer ver outros relatos de viagem?Clique aqui e veja nossa lista completa!
Clique aqui e veja todos os posts do blog sobre cicloturismo.



There are 3 comments

Add yours

Post a new comment