estrada-real-ipoema-conceicao-do-mato-dentro-007

Estrada Real: Ipoema a Conceição do Mato Dentro

Por Javert Denilson

No dia 09 de maio de 2013 começou mais uma viagem dos “bikessauros” Javert Denilson e João Batista. Mais um trecho da belíssima ESTRADA REAL. Desta vez, foi de Ipoema com destino a Conceição do Mato Dentro.

estrada real ipoema

Foto: acervo pessoal Javert Denilson

1º dia – De Ipoema a Itambé do Mato dentro

Saímos de BH às 08h30min. Embarcamos na rodoviária rumo a Ipoema – distrito de Itabira. O ônibus passou primeiro em Bom Jesus do Amparo. Chegamos ao distrito de Ipoema às 10h45min. Encontramos com a Rose, uma conhecida do João. Após desembarcamos e tirarmos nossas bikes do bagageiro do ônibus e depois de um bom bate papo começamos a pedalar.

estrada real ipoema

Foto: acervo pessoal Javert Denilson

Passamos pelo distrito de Senhora do Carmo às 15h20min. Nisso meu joelho direito começou a doer. Ele já estava doendo antes da viagem e a dor começou a piorar. Então, comecei a sobrecarregar a perna esquerda, ou seja, fazer mais esforço ao pedalar e ao caminhar. Era uma dor suportável, pois não manquei em nenhum momento. Resultado: começou uma dor no tendão de Aquiles da minha perna esquerda. Quando começou a escurecer ainda estávamos na estrada. E se não fosse a lanterna que o João levou estaríamos perdidos. É impressionante como fica escuro.

Chegamos a Itambé do Mato Dentro após as 19 horas depois de percorrer 32 km. Ficamos no Hotel e Restaurante Estrela e fomos muito bem recepcionados pelo Denis e pelo Jânio.

2º dia – De Itambé do Mato Dentro a Morro do Pilar

Dia 10 de maio de 2013. Saímos de Itambé do Mato Dentro às 07h30min rumo a Morro do Pilar que fica a 36 km de distância. Com uma boa noite de sono e um descanso merecido, meu joelho parou de doer. Mas foi só começar a pedalada e a dor voltou.

O trecho é de muitas subidas e na maioria das vezes tivemos que empurrar nossas bikes no movimento batizado pelo João de “PEDANHANDO”. Além de o trecho ter subidas havia partes de muita areia. Nossas bikes não pegavam embalo nas descidas e nas pedaladas não desenvolvia. Por isso, passamos muito tempo “PEDANHANDO”.

estrada real Ipoema

Foto: acervo pessoal Javert Denilson

Num destes trechos de areia o João levou um tombo: sua bike saiu de traseira e ele não conseguiu se equilibrar. Mas foi um tombo bem leve, a velocidade estava baixa e a areia amorteceu a queda. Muitos carros passavam pela estrada e principalmente caminhonetes e caminhões. Isto devido à obra do “MINERODUTO MINAS-RIO” que atinge várias cidades históricas. Grandes empresas de mineração e engenharia estão espalhadas pelas cidades deste trecho. E devido ao grande movimento de veículos respiramos muita poeira. Passamos em frente ao acampamento de uma dessas empresas justamente quando nossa reserva de água acabou. Podemos abastecer nossas garrafas e gargantas. Apesar do frio a sede era intensa.

Começou a escurecer. A estrada estava com muitas britas e cascalhos por causa desta grandiosa obra. Meus pés ficaram doendo de tanto andar. É a idade chegando. E mais uma vez chegamos ao nosso destino à noite. O céu estrelado se parece com o Universo. Era como se eu estivesse num mar de estrelas. Milhões de estrelas. Chegamos a Morro do Pilar às 19 horas. Dormimos na Pousada Indaiá da Srª. Edelwais.

3º dia – De Morro do Pilar a Conceição do Mato Dentro

Dia 11 de maio de 2013. Saímos de Morro do Pilar às 08h38min rumo a Conceição do Mato Dentro que fica a 30 km.

Em Morro do Pilar não tem meio termo: ou é subida ou descida. Tem cada ladeira! É de deixar arrepiado qualquer ciclista. Percebi, nestas cidades, que não há muitos cavaleiros e nem ciclistas. Há muitos carros e principalmente motos.

Este foi o dia mais frio que eu senti. O trecho também tem muitas subidas, poucas retas e descidas íngremes. Encontramos com seu Geraldo, um vaqueiro que tratava dos bois e vacas ao longo da estrada. Ele estava passando remédios contra carrapatos nos animais e nós paramos para bater um papo com este nobre ser da terra.

Passamos em frente a mais um acampamento. Bebemos água gelada e enchemos nossas garrafas. A poeira continuou. O intenso tráfego de veículos não diminuiu. Encontrei muitos animais esmagados pela estrada: duas cobras, uma aranha e dois ratos. E também a pele de uma cobra. Estava num local conhecido como “canyon”, com formações rochosas impressionantes.

estrada real ipoema

Foto: acervo pessoal Javert Denilson

estrada real ipoema

Foto: acervo pessoal Javert Denilson

Chegamos pela terceira vez, ao nosso destino, à noite. O céu escuro pontilhado de estrelas. Eram mais ou menos umas 18h30min. Aproveitando que a rodoviária estava no caminho compramos nossas passagens de volta a BH para as 14 horas do dia seguinte. Fomos dormir na pousada Mãe Luzia do seu Joaquim.

Dia 12 de maio de 2013. Último dia da aventura:

Depois de acordar e tomar aquele delicioso café da manhã, fomos para o centro histórico de Conceição do Mato Dentro para tirar umas fotos. A cidade está perdendo suas características. Muitas residências modernas estão sendo construídas ao lado de casas centenárias. E pelo caminho ouvimos muitas pessoas em suas casas fazendo orações. Bom… pelo menos esta característica da cidade ainda não desapareceu. E por fim, terminou mais uma aventura destes “bikessauros” da Estrada Real.

estrada real ipoema

Foto: acervo pessoal Javert Denilson

ENVIE VOCÊ TAMBÉM A SUA HISTÓRIA

ATÉ ONDE VOCÊ FOI É O MAIOR BANCO DE HISTÓRIAS E EXPERIÊNCIAS SOBRE A BICICLETA E O CICLISMO DA INTERNET BRASILEIRA. PARA CONHECER O PROJETO, ENVIAR A SUA HISTÓRIA E CONCORRER A PRÊMIOS BASTA CLICAR AQUI

HOSPEDAGEM NA ESTRADA REAL

Se você vai pedalar pelas cidades desse roteiro, pode consultar campings, hostels, pousadas e hotéis nos links abaixo:

Ou se preferir, baixe gratuitamente o Guia de Hospedagens para Cicloturistas




There are no comments

Add yours