179805_1769875842561_5159453_n

Projeto Pedalando pelo Nordeste

Por João Juvêncio de Almeida

Queridos amigos é com imenso prazer que relato o complemento do PROJETO PEDALANDO PELO NORDESTE, que era para pedalar algumas cidades dos 9 estados do nordeste,. Faltavam os estados do PI e MA, que foram pedalados agora. Eu sou João Juvêncio de Almeida e quem me acompanhou nessa aventura foram os cicloturistas João Pereira (Joaozito) companheiro de outras viagens e Marcos Oliveira.

Pedalando pelo Nordeste – 1º DIA (13/04/2010)

Marcos ficou de passar na casa de Joaozito às 5:30 da matina e às 6:00 na minha casa para pegar as bikes e irmos para o aeroporto dos Guararapes no Recife-PE, coisa que ele fez pontualmente, chegamos no aeroporto no horário previsto para fazer o check-in e embarcar as bikes, o nosso voo estava marcado para às 8:10 com destino para Fortaleza-CE chegamos em Fortaleza e começamos a montar as bikes, quando começamos a pedalar já ia dar meio-dia. Saímos de Fortaleza com destino a rodovia Estruturante CE085 No sentido do litoral oeste passamos pelas cidades de Caucaia, São Gonçalo do Amarante e dormimos na cidade de Paracuru, chegamos por volta das 18h na Pousada da Canoa, o dono Neto nos recebeu muito bem, arrumou um lugar coberto para que eu e Joaozito armasse nossas barracas e Marcos preferiu dormir num quarto com ar-condicionado, tomamos banho e saímos para jantar, voltamos cedo para a pousada e as 21h já estávamos dormindo.

Números do dia:

93km pedalados
21KM media horária
47km velocidade máxima
4:42 tempo de pedal

Opções de hospedagem em Paracuru

Pedalando pelo Nordeste – 2º DIA (14/04/2010)

Acordamos cedo, desarmamos as barracas e arrumamos as bikes, demos uma volta para conhecer a praia de Paracuru e saímos da cidade ás 7h, passamos pelas cidades de Paraipaba, Lagoinha e Flecheiras, o dia estava muito quente e às 13h perto do povoado de Barrento o termômetro chegou a incríveis 48,6º e o primeiro açude que apareceu paramos para tomar um bom banho para refrescar, mas antes falamos com o dono do próprio que nos autorizou e ainda abasteceu nossas caramanholas com água gelada, agradecemos a hospitalidade Seguimos viagem com destino a cidade de Itarema, por causa do desgaste do dia Joaozito teve que ser rebocado com uma corda por Marcos uns 20km, chegamos por volta das 19:00, fomos procurar uma pousada, foi difícil pois a maioria estavam lotadas encontramos a pousada Nossa Senhora de Fátima que pertence a Paróquia da cidade, depois de um dia muito pesado uma pousada bem confortável, com ar-condicionado, instalados tomamos banho e fomos jantar num bom restaurante e depois cama.

Números do dia
154km pedalados
18,1km média horária
51,8km velocidade máxima
8:29,25 tempo de pedal

Opções de hospedagem em Itarema e arredores

Pedalando pelo Nordeste – 3º DIA (15/04/2010)

Acordamos mais tarde do que de costume, esperamos o café da manha da pousada e fomos atrás da nossa compra matinal ou seja água e gelo, saímos de Itarema por volta das 8h com destino a praia de Preá/CE, no caminho em um povoado paramos para fotografar e conversar um pouco com algumas rendeiras que habilidade elas tem, agora é um trabalho bonito mas pouco rentável para elas, mas quem lucra muito são os atravessadores, passamos ainda pelas cidades de Acaraú Cruz e antes da entrada de Preá a nossa surpresa, o açude do Prata, com seus quiosques e águas  transparentes, que lugar agradável, mas ainda tínhamos que pedalar alguns quilômetros, na entrada para Preá pegamos a primeira estrada de piçarra, um barro vermelho, tinha chovido e em alguns lugares da estrada era lama pura, chegamos em preá às 15h Paramos em uma venda para pegar informação de onde morava o Dr. Lima, esse amigo dos cicloturistas, e aproveitamos para tomar sorvete e pão doce, conversa vai conversa vem, e por coincidência o pessoal era parente do Dr. Lima e foram nos levar lá na casa dele, que figura, foi emocionante estar no mesmo lugar onde o lendário cicloturista Valdo esteve, conversamos um pouco com ele que nos ofereceu estadia, mas agradecemos a hospitalidade mas precisávamos chegar em Jericoaquara, mas não deu para seguir viagem, a mar estava enchendo e não deu para pedalar, então terminamos dormindo em uma pousada lá em Preá mesmo.

Números do dia:

77km pedalados
17,6km media horária
37km velocidade máxima
4:18,56 tempo de pedal

Opções de hospedagem em Preá

Pedalando pelo Nordeste

Pedalando pelo Nordeste. Foto: acervo pessoal João Juvencio de ALmeida

Pedalando pelo Nordeste – 4º DIA (16/04/2010)

Depois de uma noite não muito tranquila na pousada, com muito calor e muriçoca, foi uma noite longa, levantamos cedo tomamos o café na pousada mas tivemos que esperar que a tabua da maré baixasse para poder pedalar tentamos, mas empurramos mais as bikes do que pedalamos, foram apenas 13km que valeu por 100km mas valeu a pena, são paisagens, dunas, falésias e a famosa Pedra Furada, uma das paisagens mais bonita da viagem, depois empurramos as bikes por dunas e lagoas até chegarmos em Jericoacoara às 13h procuramos uma pousada e encontramos a Isalana Praia Hotel, no centro da vila, a vantagem de viajar na baixa temporada é que os preços caem bastante, instalados, banho tomado, saímos para almoçar, almoçamos no restaurante Espaço Livre, recomendamos, que comida deliciosa, depois do almoço fomos conhecer a praia e a Duna do por do sol aí começou a chover, voltamos para a pousada para descansar um pouco, saímos para dar uma volta a noite mas a chuva não deu trégua, foi a noite toda aí tivemos que adiar o nosso percurso que seria pedalar pela praia até Mangue seco e depois até Jijoca, tivemos que alugar uma camionete para nos levar até Jijoca, combinamos com o motorista para nos pegar as 5h da matina, fomos dormir cedo.

Números do dia

13km pedalados
7,3km media horária
20,9 velocidade máxima
1:44,18 tempo de pedal

Opções de hospedagem em Jericoacoara

Pedalando pelo Nordeste – 5º DIA (17/04/2010)

Acordamos às 4:00 da matina e continuava chovendo muito, pontualmente o motorista chegou as 5h como tínhamos combinado, arrumamos as bikes na carroceria e partimos, foi a escolha mais certa da viagem, a estrada estava com muita lama e atoleiros, teve certos momentos que eu pensei que a caminhonete não ia passar. Atravessamos os lençois cearenses dentro do Parque Nacional de Jericoaquara muito bonito o local, chegamos em Jijoca às 6:40, tiramos as bikes arrumamos a bagagem e às 7h partimos com destino a cidade de Barroquinha/CE, passamos pelas cidades de Parazinho, Granja e Camocim, quando saímos de Jijoca Joaozito e Marcos cantaram os parabéns para mim Foi uma comemoração bem diferente, comemorar os meus 46 anos na estrada, 12km depois o 1º furo na bike de Marcos, enquanto ele colocava uma câmara nova eu concertei as câmaras que estavam furadas do dia anterior, na cidade de Granja paramos em uma ponte para tirar fotos, a ponte foi construída no ano de 1886 quando pegamos a BR de novo a corrente da bike de Marcos arrebentou, ainda bem que foi na entrada da cidade, aí apareceu um anjo da guarda um garoto de moto que nos levou até uma loja de peças de bike, e fez questão de nos guiar até a saída da cidade. Continuamos a nossa viagem, antes da cidade de Camocim paramos em um posto de gasolina para pegar informações, elas vieram desencontradas, uns diziam que na cidade de Barroquinha não tinha nada, pousadas, restaurantes e que teríamos que pedalar até a cidade de Cajueiro da Praia só que já era de tarde e ainda faltava 80km e o calor estava de rachar, resolvemos encarar a distância, quando chegamos perto de Barroquinha caiu a maior chuva e já estava escurecendo, então fomos procurar uma pousada e as pessoas que tinham falado que não tinha nada erraram feio, a que ficamos foi a Pousada Casa Nossa e tinha até piscina, nos acomodamos, tomamos banho e fomos procurar alguma coisa para comer, depois de procurar em algumas lanchonetes encontramos a Espetos e Massas do Sr. Francisco comemos churrasquinho, panquecas e uma lasanha que estavam deliciosas, depois voltamos para pousada e cama.

Números do dia

116,7km pedalados
19,2km média horária
41,5km velocidade máxima
6:03,33 tempo de pedal

Opções de Hospedagem em Camocim

Pedalando pelo Nordeste – 6º DIA (18/04/2010)

Pela primeira vez conseguimos sair no horário previsto 5:00 horas da matina, paramos numa bodega para comer alguma coisa, o destino foi a cidade de Parnaíba/PI, parece que estava adivinhando de ter saído cedo, poucos quilômetros depois apareceu um barulho estranho e Joaozito disse que era raio folgado, apertei alguns raios e quando comecei a pedalar o barulho aumentou, como saímos cedo ainda estava escuro e não vi que era o pneu traseiro que tinha rasgado e a sapata de freio estava pegando na câmara e não deu outra estourou a câmara. Troquei por uma nova, coloquei pouco ar e transferi o peso para a Bike de Joaozito até a cidade de Chaval esperei uma loja abrir e comprei um pneu, concerto feito seguimos para a divisa de estado CE/PI que estava bem próximo, quando entramos na cidade de Parnaíba estava acontecendo um evento de trilheiros de motos, foi uma festa, eles filmaram e tiraram bastante fotos conosco. Às 13h paramos em frente a rodoviária para pegar informações de que horas teria ônibus na terça dia 20 para voltar à Fortaleza, nisso apareceu o Adailson ((86) 9931-3597) e começou a fazer perguntas, ele é guia na região e dos bons, contratamos os seus serviços para a tarde toda, primeiro fomos nos instalar na Pousada Gaivota do Mar, na hora marcada com o Adailson ele passou na pousada e nos levou em Luiz Correia/PI, nas praias de Atalaia e Coqueiro Beira Rio, trapiche onde fica o ancoradouro dos barcos pesqueiro e veleiros, Lagoa do Portinho sem dúvida o lugar mais bonito da viagem, praia da Pedra do Sal e o Porto dos Tatus no Delta do Parnaíba, de onde partem os barcos para o passeio no Delta, voltamos para o hotel para dormir que amanhã será um dia muito importante, pedalar a divisa do PI e MA, e completar o PROJETO PEDALANDO PELO NORDESTE.

Números do dia

87km pedalados
20,3km media horária
44,5km velocidade máxima
4:16,38 tempo de pedal

Opções de Hospedagem em Luis Correia (PI)

Pedalando pelo Nordeste – 7º DIA (19/04/2010)

Acordamos cedo, arrumamos as coisas que seriam necessárias para levar, já que hoje seria um pedal mais leve, ou seja sem bagagem, já que voltaríamos para Parnaíba, tomamos o café no hotel e por volta das 7:30 partimos com destino ao Maranhão, nesse pedal só foi eu e Joaozito, Marcos ficou no hotel, ele não estava se sentindo muito bem e ficou de nos encontrar mais tarde já no Maranhão o pedal até a divisa de estado PI/MA foi tranquila, na divisa atravessamos a ponte de 600 metros sobre o Rio Parnaíba, quase 50km depois o tempo começou a mudar, ligamos então para Marcos vir com o carro e o guia Adailson para irmos até Tutoia/MA, mas durante a pedalada passamos por povoados e rios, em um desses Joaozito para não perder o costume e para refrescar o calor, tomou um banho nas águas correntes e transparentes daquele rio. Marcos nos encontrou em Placa de Araiose/MA, em Cana Brava tem um balneário muito bonito onde você além de tomar banho pode escolher o peixe que vai comer, pagando é claro em Tutoia ficamos impressionados como em um pequeno espaço a diversidade da natureza é grande, tem manguezal, dunas, lagos, praia, rio. Quando voltamos o tempo mudou de vez,e caiu uma tempestade que não se via nada na estrada as bikes, eu e Joaozito em cima da carroceria da camionete os pingos da chuva chegavam a doer na pele, voltamos para Parnaíba já no final da tarde, estava feliz por ter completado o PROJETO.

Números do dia

47,7km pedalados
20,7km media horária
48,6 velocidade máxima
2:18,07 tempo de pedal

Opções de Hospedagem em Parnaíba

Pedalando pelo Nordeste – 8º DIA (20/04/2010)

Penúltimo dia da nossa viagem, tomamos o café e saímos para tirar uma fotos nos pontos turísticos da região de Parnaíba, visitamos os mesmos pontos do domingo para registrar já que no domingo Marcos tinha esquecido de carregar a câmera e não registramos nada voltamos às 13h, essa era a hora de deixar a Pousada Gaivota do mar, mas o dono do local foi muito legal com a gente, disse que podíamos ficar até a hora de viajar, aí foi mais tranquilo, tomamos banho, almoçamos, descansamos um pouco e começamos a arrumar a bagagem, inclusive tivemos que desmontar quase a bike toda, uma exigência da empresa Guanabara que foi mais rigorosa do que a TAM, o ônibus saiu às 19:20 horas com destino a Fortaleza.

Números do dia

69,6km pedalados
19,5km média horária
41,6km velocidade máxima
3:33,25 tempo de pedal.

Opções de Hospedagem em Parnaíba

Pedalando pelo Nordeste – 9º DIA (21/04/2010)

A viagem foi tranquila e chegamos em Fortaleza às 5:30 da matina, montamos as bikes na rodoviária, tomamos o café em uma padaria e começamos a pedalar, Marcos tinha uma reunião com um cliente e fomos até a casa de um primo para ele tomar banho e trocar de roupa, ficamos de nos encontrar no aeroporto às 14 h, eu e Joaozito fomos conhecer a cidade, pedalamos pelas praias, o centro antigo e outros pontos turísticos, a cidade é muito bonita, ao meio dia fomos para o aeroporto, no último posto de combustível falamos com um frentista e pedimos para tomar um banho, chegamos no aeroporto às 13h, mais uma vez desmontamos as bikes e despachamos, ficamos esperando Marcos que chegou na hora combinada, às 16:45 voamos para Recife e chegamos às 17:45.

Números do dia

48,8km pedalados
13,9km média horária
43,6km velocidade máxima
3:00,00 tempo de pedal

Tivemos o apoio nessa viagem da ARTFARMA (protetor solar e o energético em forma de sachê que evitou as cãibras) e a CONSULTICART – Sistemas para Cartórios. Quero agradecer a Deus por ter me dado saúde e perseverança para ter conseguido completar o PROJETO PEDALANDO PELO NORDESTE, agradecer aos vários parceiros das viagens, a 1ª etapa – PE, AL e SE (Pedro, Lupércio e Duda), a 2ª etapa – PE e PB (Nilberly), a 3ª etapa – PE e BA (Adriano Vandame), 4ª etapa – PE, CE e PB (Serginho), 5ª etapa – PE, PB e RN (Joaozito e Djair) e a 6ª e última etapa – CE, PI e MA (Joaozito e Marcos). E aos colaboradores que de uma forma ou de outra contribuíram para a realização do mesmo.




There is 1 comment

Add yours

Post a new comment