Mountain Bike para inciantes: 7 dicas imperdíveis!

0
97
mountain bike para iniciantes
Foto: Pixabay

O mountain bike para iniciantes pode ser bastante desafiador. Afinal existem muitas trilhas que exigem um grau mais técnico e também são várias as dúvidas que um ciclista novato pode ter, como o que levar para os pedais, quais trilhas fazer, os principais desafios e assim por diante.

Para lhe ajudar, separamos as principais dicas de mountain bike para iniciantes, com todas as informações que você sempre quis saber, mas tinha vergonha de perguntar (ou não sabia para quem questionar). Confere aí!

1- Escolha corretamente a bicicleta

Groove Hype 50 mountain bike barata
Groove Hype 50,uma das MTBs de entrada que detalhamos no nosso post

Não tem como falar em dicas de mountain bike para iniciantes, sem passar pela escolha da bicicleta. Para quem está começando, a recomendação é buscar por uma bicicleta pronta (ao invés de tentar montá-la sozinho). Afinal, você não terá muita experiência e familiaridade com as peças e equipamentos, correndo o risco de montar uma bike não muito bacana.

O principal ponto que você deverá se atentar é para o quadro, que é o coração de qualquer bicicleta. Assim, se a grana estiver curta, o ideal é investir em um bom quadro – e depois ir fazendo pequenos “upgrades” na sua bike.

Hoje é possível encontrar quadros de alumínio e de fibra de carbono, basicamente. Se você pode investir mais, os de fibra de carbono compensam, porque são mais leves e mais tecnológicos (só que o valor pode ser bem salgadinho).

Outro ponto é o tamanho do quadro que precisa ter relação com a altura do ciclista. Quem é mais alto precisa de um quadro maior e quem é mais baixo de um quadro menor.

Em termos de supensão, a grande parte das MTB vêm equipadas com full suspension, ou seja, suspensão traseira e dianteira. Mas também é possível encontrar modelos apenas com suspensão dianteira. São conhecidas como hardtrail. Elas são as escolhidas pela maioria dos iniciantes.

Em relação à roda, é possível encontrar 3 tamanhos: as aro 26 (mais tradicionais, porém caindo em desuso), as aro 29 (cada vez mais comum) e as aro 27,5 (tamanho intermediário mais recente e que tem ganhado popularidade). Esses dois últimos tamanhos são os mais indicados para quem está começando.

Quem quer uma bike mais bacana, mas sem pagar muito, pode investir nas usadas – e é possível encontrar bons modelos, mas é preciso ficar atento ao estado de conservação.

2- Use sempre os equipamentos básicos

mountain bike para iniciantes
Foto: Pixabay

Muitos iniciantes acham que essa é uma dica dispensável, mas não é. Se arriscar em trilhas sem um capacete, uma bermuda de ciclismo e uma caramanhola (a garrafinha de água) é impensável.

Além desses, com o tempo, você pode pensar em incluir outros equipamentos na sua lista de “desejos”, como: luvas de proteção (elas fazem muita diferença), manoplas mais confortáveis (geralmente as que vêm na bike não são muito agradáveis), mochilas (tanto as de hidratação, como as para levar alguns itens), alforjes (principalmente aquele debaixo do banco para as ferramentas mais básicas), bomba de ar, óculos de sol, etc.

Para quem vive em regiões mais frias, também vale à pena investir em uma jaqueta corta vento e que seja a prova de água. No caso de pedais noturnos, é indispensável o uso de luzes de segurança e de roupas com materiais reflexivos.

Outra “evolução” é o uso dos pedais de clip. Eles são mais confortáveis e seguros, mas é preciso um pouco de tempo para dominá-los.

3- Pense no percurso

criar roteiros de cicloturismo
Direitos autorais: wavebreakmediamicro / 123RF Imagens

Definir uma trilha para pedalar é uma das dificuldades do mountain bike para iniciantes. Afinal, é sempre fundamental considerar o seu nível de habilidade e também o preparo físico para suportar a quilometragem.

Para quem está começando, o recomendado é optar por trilhas mais planas, com poucas curvas e sem descidas íngremes. Ou seja, procure por aquelas trilhas que se assemelhem ao pedalar na estrada.

Conforme você for avançando, poderá escolher por trajetos mais estreitos, com montanhas, zigue-zague e outros desafios. Mas sempre garanta que você tenha conhecimento técnico e preparo físico suficiente – algo que você poderá conseguir, por exemplo, pedalando em grupos com ciclistas mais experientes.

Aliás, essa é uma dica muitíssimo importante para quem está começando: nunca pedale sozinho nas trilhas! E sempre leve o celular no caso de emergências, além de avisar os familiares para onde você vai e por quanto tempo pretende pedalar.

4- Leve os itens certos para o pedal

Direitos autorais: nmcandre / 123RF Imagens

Além de capacete, luvas e uma boa roupa de ciclismo é preciso levar mais alguns itens para garantir que nenhum imprevisto lhe deixará impossibilitado de pedalar.

Algumas recomendações são: ferramentas com tamanhos diferentes de chaves Allen, bomba e câmara de ar, chave de corrente, kit de remendo de pneu e, claro, água e comida de acordo com o trajeto e a quantidade de tempo que você irá pedalar.

5- Tenha alguns bons hábitos nas trilhas

mountain bike para inicicantes
Foto: Pixabay

O MTB não tem nenhum “manual de boas maneiras”, mas existem alguns pontos que você pode ficar atento e ajudar a tornar o pedal de todos mais tranquilo.

Por exemplo, se você encontrar um ciclista no sentido contrário na trilha, busque dar a preferência para quem está subindo. Exceto quando a descida é bastante íngreme, aí a preferência muda para quem está descendo.

Outro ponto essencial é sobre a atenção, já que a falta dela é o que costuma causar a maior parte dos acidentes. Assim, tente não desviar o foco do percurso, antecipe as freadas nas curvas e faça a troca de marcha de acordo com as variações do terreno (poupando suas pernas e também o câmbio da magrela).

Uma dica de segurança é, sempre que for frear, evitar travar as rodas desnecessariamente. Essa atitude diminui o controle da bicicleta e pode favorecer os acidentes.

6- Antes de sair, faça um plano de trilha

mountain bike para iniciantes
Foto: Pixabay

Um plano de trilha pode te ajudar bastante a ter um parâmetro mais preciso do percurso e do tempo. Essa ferramenta estabelece o ritmo médio e a estimativa de tempo que a trilha levará, ajudando você a controlar melhor o seu ritmo e também a entender, antecipadamente, se o terreno é ideal para você.

É comum que os iniciantes no MTB não se atentem para esse planejamento, e aí acabam se aventurando em uma trilha que exigirá demais. Isso fará com que seu ritmo médio seja mais baixo e você demore muito mais horas para finalizar o percurso.

7- Esteja preparado para alguns empecilhos

Você não fica chateado quando isso acontece?

Pedalar em trilhas pode significar enfrentar alguns “perrengues”. Os mais comuns são:

  • chuva e lama: nem sempre a previsão funciona e nessas horas é importante estar equipado com uma boa capa de chuva. No caso da lama, um óleo mais viscoso na corrente é essencial, porém a principal dica é tentar evitar o excesso de lama, modificando o seu caminho;
  • vento contra: torna bem mais puxada a pedalada, principalmente quando você estiver subindo. Uma dica é flexionar os cotovelos e inclinar o corpo mais para frente, reduzindo a resistência frontal e o seu esforço para vencer a ventania. Andar no vácuo do colega também funciona e você pode ir revezando com o seu amigo para ninguém se cansar demais;
  • pneu furado: conferir a pressão dos pneus antes de sair para pedalar ajuda a evitar essa situação, mas nada impede que ela aconteça. A não ser que você tenha um pneu tubless (que costuma ser mais caro e pouco usado por iniciantes), é importante levar uma bomba de ar portátil e também câmara de ar;
  • calor excessivo: insolação e desidratação são os maiores riscos das temperaturas elevadas. Por isso, planeje bem o seu percurso para evitar os horários mais quentes. Se não tiver como, use protetor solar e roupas que protegem as áreas expostas, como os manguitos. Claro, não se esqueça de se hidratar, se possível indo além da água, como investindo nas bebidas isotônicas ou na água de coco.

E, por último, não se esqueça que o tempo é o maior aliado do ciclista. Por isso, nada de querer ir além das suas capacidades. Pedale frequentemente e logo você estará pegando trilhas mais complexas – e verá suas habilidades técnicas e também o seu condicionamento físico aumentar.

Gostou das nossas dicas de mountain bike para iniciantes? Ajude a gente a deixar esse post mais completo comentando com outras orientações importantes para quem está começando!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here