Bicicletas em BH

3
8

O discurso é sempre o mesmo:

  • “Belo Horizonte não tem relevo que beneficie a utilização da bicicleta e blá blá blá blá…”
  • “A bicicleta não dá certo em Belo Horizonte e blá blá blá…”
Mas o fato é que, apesar desse discurso, cada vez mais, por vontade ou necessidade, a bicicleta vai cada vez mais ganhando o espaço da cidade. Vejam a reportagem do Blog do SouBH, que mostra o que percebo diariamente ao me deslocar pela cidade: os deslocamentos de bicicleta na cidade aumentaram, e se igualam aos deslocamentos de taxi.
O que BH precisa é de uma política de apoio à utilização da bicicleta como meio de transporte. A tecnologia de marchas hoje já faz da bicicleta uma possibilidade para muitos, basta apenas estrutura que integre a bike ao espaço da cidade. Futuramente, os motores elétricos farão da bicicleta uma realidade para muitos.

3 COMENTÁRIOS

  1. Quando tava no aeroporto de SP ontem vi que uma a revista TRIP tava com uma edição só falando de bikes. Ia trazer pra você, mas não trouxe. Mas sei lá, veja se vale a pena dar uma olhada.

  2. Atualmente a bicicleta é um dos principais instrumentos do arquiteto e o urbanista para pensar e atuar na cidade. Ela não pode ser associada somente a fatores ecológicos, só será realmente incorporada a nossa cultura se se mostrar viável economicamente. As reportagens da Trip são interessantes pois apresentam novos argumentos a favor das bicicletas. Em BH, acredito, pedalar é um dos atos mais subversivos atualmente, pois rompe com a lógica implantada pelas recentes adminstrações municipais e apresenta novas possibilidades, mesmo que expondo mais radicalmente alguns problemas. Só tenho alguns receios, a recente implantação das ciclovias na cidade tem-se mostrado equivocada em alguns pontos. Não basta implantar, tem de existir um porquê para tal. Se a ciclovia da Savassi, por exemplo, não for apropriada vai acabar virando ponto de venda de crack de tão abandonada, daí todos vão falar que isso de bicicleta em BH é romantismo e coisas do tipo. Comecemos uma campanha bem articulada para que o hábito de alguns torne-se uma cultura difundida por todos. #usemaciclovia

DEIXE UMA RESPOSTA