Cicloturismo em Ilhéus

0
913

Estive no início dessa semana a trabalho em Ilhéus (BA), e claro que desde o momento em que soube que ia viajar já pensava em pedalar por lá. Aproveitei meu único dia livre (uma segunda-feira) para conhecer a cidade de bicicleta. Não pensei em levar a minha, pois como eu ia ficar pouco tempo na cidade, queria alugar uma por lá. Eu mal sabia o que me esperava…

Alugando uma bicicleta em Ilhéus

O primeiro desafio foi encontrar uma bike. Saí bem cedinho e fui a três lojas de bicicleta, liguei para cinco agências de turismo, e todos me diziam que não alugavam e que não conheciam nenhum local que prestava o serviço de aluguel de bicicletas em Ilhéus. Que absurdo! Uma cidade turística tão bacana e nenhum lugar para conseguir uma magrela.

Já estava meio chateado, pensando que ia michar o meu bike tour pela cidade. Mas meu espírito de cicloturista não desistiu, e resolvi usar uma tática mais agressiva. Fui ao comércio no centro da cidade para descolar uma bike, e dei sorte logo na primeira investida! Fui a uma loja que vendia água (garrafas, galões, etc) pois tinha visto uma bicicleta de carga parada em frente. Expliquei ao garoto e a menina que trabalhavam lá que adorava pedalar, já estava com capacete na mochila, e queria uma bicicleta por um dia para conhecer a cidade. Perguntei se eles não me alugariam aquela ou alguma outra bicicleta, qualquer bicicleta. Eles se entreolharam e começaram a rir um pro outro, provavelmente porque nunca haviam recebido uma proposta como aquela.

Depois de conversarmos mais um pouco, eles se convenceram, e por R$ 30,00 de aluguel, lá vinha a minha bike: uma “bicicleta de supermercado”, novinha, porém frágil e com componentes de baixíssima qualidade. Essa era a bike que me acompanharia no meu dia de pedaladas por Ilhéus. Depois das circunstâncias em que aluguei a magrela, e tomado pelo clima da cidade e os festejos pelo centenário de Jorge Amado, não tive outra alternativa a não ser nomear minha companheira: apresento-lhes, Maria Machadão.

Pedal de plástico, quadro de aço e sem suspensão: Maria Machadão

Entreguei a bicicleta intacta ao final do dia. Fiz um passeio de +- 40km pelo centro histórico e as praias do sul, que vou relatar aqui no blog em nos posts abaixo:

Veja também outros posts sobre esse bike tour:

Cicloturismo em Ilhéus (BA) – pedalando pelo centro histórico

Cicloturismo em Ilhéus (BA) – pedalando pelas prais do litoral sul

DICA FINAL: Faça Cicloturismo com segurança

Aqui no blog somos comprometidos com a segurança no cicloturismo e trazemos uma oportunidade pra você que nos acompanha.

Disponibilizamos um comparador de preços de Seguro Viagem pra te ajudar a planejar seu pedal com segurança e ainda economizar uma grana.

Basta colocar o destino e as datas abaixo para comparar os preços de todas as seguradoras e escolher a melhor opção para a sua viagem.

Essa é uma parceria entre o blog e a Real Seguro Viagem. Você economiza na sua viagem e ainda apoia o Até Onde Deu pra Ir de Bicicleta a continuar produzindo conteúdo de qualidade sobre cicloturismo 🙂

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here