Comercial antigo da Monark – 1978

4
458

Essa é pra matar a saudade. Vendo esse comercial antigo da Monark aparece um modelo chamado Princesa (aos 29 segundos). Tivemos uma dessas na praia. Tínhamos um monte de bicicletas velhas, cada uma de uma marca/modelo e saíamos os primos e amigos todos pedalando pela cidade. Princesa se tornou famosa ao longo de nossas pedaladas. Numa delas um pequeno acidente resultou na perda de uma preciosa parte do corpo de meu primo Pedro (a tampa do dedão do pé – rs). Em outro grande momento, meu primo Pedro (na garupa, com o dedão do pé 100%) e um amigão chamado Wilsinho (pedalando) eram motivo de chacota por estarem pedalando com uma bike chamada Princesa. Com o orgulho ferido e o pé quente, eles ligaram o turbo da Princesa e ultrapassaram todo mundo num sprint digno de prova de ciclismo. A esticada terminou com um capote, cuja maior sequela foi o surgimento da Lenda da Princesa que sobrevive firme e forte, aparecendo de vez em quando nas lembranças da infância. Ô época boa sô!

Gosta de comerciais de bicicleta? Clique aqui e veja nossa lista completa!

4 COMENTÁRIOS

  1. Nossa, sensacional! O pessoal fazia miséria com essas bikes pesadonas da época!

    Deu até saudade da minha primeira bike, era uma BMX da monark.

    Abraço!

  2. A boa e velha Princesa hehehe
    muitas histórias pra contar… várias boas e algumas ruins(principalmente pra mim).
    André, você não se lembra mas não foi um dedão, foram os dois. Uma semana depois do primeiro incidente eu sepei o outro no chão e la se foi a tampa. O problema é que como era bicicleta pra mulher, o pedal era muito baixo o que aumentava o risco de raspar o pé no chão, principalmente andando em pé na bike e as ruas de terra com aqueles quebra-molas improvisados em Piúma eram um prato cheio pra arrancar tampas de dedos.
    E quanto ao episódio da “princesa, príncipe, guerreiro, rei”, vale lembrar que a Princesona ficou ilesa ao tomar a dianteira, quem caiu na ocasião foi um amigo seu que não me lembro o nome, o que lhe rendeu bons joelhos ralados e a moral ferida por perder o posto de rei para a destemida Princesa hehehe.
    A parte triste da história da princesa foi o seu roubo. Uma pena.
    Mas é isso.
    Abração.

  3. HAHAHA! É verdade. O bom da história é isso, os outros vão lembrando. Quem tomou o belíssimo capote foi o Anderson, filho do Xará, que tinha aquele buteco na praia. Era isso mesmo, bike de mulher, pedal passando baixo, rente ao chão.
    Abração!

  4. Nossa, que saudades de toda aquela bagunça.
    Muito bom relembrar de todas as nossas aventuras em cima da bicicleta ou sentindo falta delas, né Andre?!!? hehe.
    Beijão!!!

DEIXE UMA RESPOSTA