TV Até Onde: Descida x Subida

3
303

Descida x Subida. E vice versa.

O tema não é controverso, apenas uma questão de gosto.

Alguns preferem descer, e outros, subir.

Na descida,  a sensação de liberdade, vento no rosto. Momento do descanso, de curtir o caminho, ou de sentir a tensão de controlar a bike em alta velocidade.

Na subida o esforço, a paciência, e frequentemente o cansaço. Alguns empurram sem problemas, outros gastam a última gota de suor – e as vezes de orgulho – pra não colocar os pés no chão e caminhar com a magrela morro acima.

Diria que me encontro quase no meio termo, tendendo um pouco mais para as subidas.

Mas no fundo, gosto mesmo é do caminho.

E você? Prefere o que?

Gostou do vídeo? Conheça a TV Até Onde, nosso canal de vídeos no Youtube!

3 COMENTÁRIOS

  1. Sinceramente prefiro as descidas! Vento no rosto, liberdade, desafio do controle pra não levar tombinhos, até vencer o medo e viver o que tiver que viver (ou seja se cair é um risco então correr o risco!).
    Mas tenho aprendido sobre as subidas, ainda mais depois do caminho da fé. Deus do céu põe fé nisso.
    O melhor da subida é o desafio. O querer mesmo quando não se pode mais. E sem dúvida olhar ´pra trás e ver o quanto pedalou. Isso é indescritível.
    Bom é isso o caminho se for todo plano não tem muita graça (pelo menos pra mim risos). Precisa de descidas, subidas e muita paisagem para viver o caminho.
    PS legal o video hein!
    abraço

  2. Maravilha ! Tambem sou do meio termo, mas as subidas sao mais desafiadoras pra mim, sempre quis vencê-las, com alforges eh bem dificil, mas tenho algumas vencidas que meu coraçao guardou, afinal ele era quem mais gritava para eu parar ;))

    Parabens Andre!
    Cicloabraços

  3. Ainda não fiz nenhuma viagem de bicicleta, mas tenho dados umas pedaladas pois estava mais de 6 meses sem pedalar. Agora que estou morando em Porto Alegre (vim do Rio), tenho que enfrentar diversas ladeiras (obviamente, nada comparado a subir uma serra ou algo do tipo). No início não gostava muito, descia da bicicleta e subia andando puto da vida. Porém, fui pegando o jeito e hoje até faço questão de enfrentar algumas ladeiras. Uso a tática do “devagar e sempre”, vou ajustando as marchas e subindo com bastante paciência.

DEIXE UMA RESPOSTA