Dicas para pedalar: aprendendo com os tombos

7
23
.

aprendendo com os tombos

Estive pensando esses dias sobre as mudanças na minha forma de pedalar a partir dos tombos que já levei. Foram poucos e nenhum acidente grave, ainda bem. Já passei por vários momentos perigosos, de fechadas, freadas e quase-acidentes. Mas os tombos me ensinaram um bocado. Por mais que você leia, se informe sobre condutas para pedalar com segurança no trânsito e em outros locais, a experiência ensina e muito. Quando comecei a pedalar utilizava luvas de meio-dedo (o nome diz tudo, aquelas que deixam grande parte dos dedos descobertas). O primeiro tombo, bem bobinho, caí com as mãos no chão e machuquei justamente a parte dos dedos descoberta pela luva. A luva se desintegrou no asfalto, e a partir desse dia, só pedalo com luvas fechadas, mesmo no calor.

O segundo, mais grave, achei que era inevitável. Estava pedalando rápido na Lagoa da Pampulha, quando um adolescente de bicicleta desceu da calçada para o asfalto (aonde estava passando) de repente e sem olhar pros lados. Não deu tempo de gritar, avisar, nada. Me acertou na roda traseira, fui jogado por cima da bicicleta no asfalto e um carro que vinha atrás freou quase em cima de mim. Mais uma luva desintegrada, buracos na camisa, os dois joelhos ralados e o braço esquerdo bem machucado, que me deixou de recordação uma mancha grande.

Depois desse dia coloco sempre uma buzina nas bikes, e redobrei minha atenção no trânsito. Ando mais distante do meio fio, e de vez em quando dou uma “beliscada” na buzina pra avisar motoristas  que vejo em carros estacionados (pra evitar a temida portada) e pedestres que, apesar de parecerem estar olhando diretamente pra você estão procurando carros.

DICA – Pra pedalar no trânsito vale a frase clichê: todo cuidado é pouco. Usar equipamentos de segurança e se informar é fundamental. Se você já levou algum tombo, tente refletir sobre a situação e se pergunte: “eu poderia ter feito alguma coisa diferente para evitar esse acidente?

Pra quem quiser saber mais sobre condutas de segurança para ciclistas, recomendo o excelente manual chamado “Como não ser atropelado por carros”, disponível no site Pedala Maringá em português, e a versão original em inglês no Bicycle Safety.

Confira todas as dicas para pedalar do blog

7 COMENTÁRIOS

  1. Olá.

    Ótimas dicas, principalmente para ciclistas sem tanta experiência em pedalar sozinho como eu (pedalo aqui em minha cidade em passeios noturnos num grupo de 100 a 150 pessoas e com batedores).

    Assim, estou indo pra BH amanhã e gostaria de saber sobre aluguel de bicicletas em Pampulha. É possível? Onde que fica o ponto de aluguel? Grata desde já.

    Parabéns por seu site, é bem bacana.

    Fica bem.

  2. Olá Maria

    Olha, eu sei que o Parque Ecológico da Pampulha (fica “dentro” da lagoa, numa área açoreada em frente à Toca da Raposa) aluga bicicletas, mas acho que é pra passear dentro do parque. Sugiro que ao chegar procure a loja Global Shop da Pampulha (talvez eles aluguem também – Avenida Antônio Carlos, 7585 – Pampulha
    31 3403-1781). Se nada disso der certo pode tentar o Albergue “Sossego da Pampulha” que tem serviço de aluguel de bikes (te aconselho a ligar antes perguntando). O endereço é: AV.: José Dias Bicalho, 1.258 Bairro: São Luiz – Cep: 31275-050 Tel: 55 (31) 3439-3250. Finalmente, a agência Royal Way Brasil aluga mountain bikes e faz inclusive um roteiro de 4 horas pela Pampulha, mas os preços são salgados (http://www.royalwaybrasil.com/aluguel_bike/aluguel_bike_port.pdf). Também vale dar uma ligada e pechinchar. Espero ter ajudado! Agradeço pelos elogios em nome da equipe (eu e Barba rs)!

  3. Ei, André, ei, Maria, sou moradora da Pampulha e conheço o serviço da Bike Mania, perto do Museu da Pampulha, na Av. Otacílio Negrão de Lima, 14370. Além do
    sab, dom e feriado, de 8h às 18h, tem funcionado em janeiro durante os dias da semana, acho, porque passei na porta e vi aberto. Acho que é em torno de R$10 o aluguel por 1h.
    Liguem lá: 31 3224 66 60 – 9959 5054. Vi a matéria nesse site tbm: http://www.diariodecontagem.com.br/v2010/materia.php?categoria=11&id=2636 Boa pedalada!

  4. estou procurando grupos de ciclistas amadores para pedalar na regiao da pampulha em dia de semana…alguem sabe seja existem grupos formado e como faço pra entrar em contato ?

  5. Ei Jaqueline, obrigado por sua mensagem
    Na Pampulha temos grupos que treinam na lagoa nos dias de semana. Eles têm 3 grupos que giram em ritmos diferentes (iniciantes, intermediário e avançados). Você pensou em treinos ou mais em passeios?
    Se for em passeios, sugiro procurar o grupo do RUT’s no Facebook e consultar os integrantes.

    Um abraço e boas pedaladas!

DEIXE UMA RESPOSTA