Especial Bicicletas: Penny Farthing

1
5
Fonte: musee du velo – http://museeduvelo.free.fr/

O Especial Bicicletas começa com um dos meus modelos de bicicletas preferidos, e sem dúvida dos mais charmosos. As Penny Farthing (como são conhecidas pelos ingleses) ou Grand Bi (como são conhecidas pelos franceses) são um dos modelos clássicos e de grande sucesso na história das bicicletas. Na verdade, tratam-se de modelos de velocípedes, cuja característica é o sistema de tração movido a pedal, que é fixo na roda dianteira (e portanto, sem correntes).

Esse modelo de tração parte da seguinte lógica: um giro de pedal equivale a um giro de roda. Dessa forma, quanto maior a roda, maior o percurso deslocado com uma única pedalada. A partir dessa ideia, nasceram as primeiras Penny Farthing, que chegaram a ter rodas com até 3 metros de diâmetro! As rodas traseiras, obviamente eram bem menores.  Imagina um tombo dessa altura!

Abaixo algumas fotos dessas (hoje) excêntricas bicicletas.

Comparando: Penny Farthing x bikes atuais. Fonte: CityPhile
Competição das antigas. Fonte: London Nocturne
Penny Farthing. Fonte: Yesterdays

Apesar de fazerem parte da história das bicicletas (hoje os modelos de engrenagem por corrente reinam absolutos), as Penny Farthing tem uma identidade visual fortíssima e prestígio alto entre os ciclistas. Dúvida? Então veja essa competição de Penny Farthings realizada na Inglaterra em 2011!

Para saber mais sobre o Especial Bicicletas, clique aqui.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA