“Isso não te pertence Mais, Mr Lance Armstrong!”

0
370

Por Kiko Molinari

O texto a seguir foi escrito no dia 26 de Janeiro de 2013, um fatídico dia pra mim pois vi aquele que eu considerava um “super homem” do ciclismo, o ex-ciclista Lance Armstrong, confessando que usou meios ilegais para vencer competições (o famoso “doping”). O que antes eram apenas rumores, se tornou um fato verídico no programa da Oprah Winfrey, onde Lance concede uma exclusiva a ela (foram 2 programas só sobre isso, mas só de ver o primeiro já me bastou), exibido pelo canal Discovery Channel com transmissão simultânea para os Estados Unidos e America Latina. Quem assistiu a entrevista vai entender o texto. Segue o texto que publiquei no meu perfil no facebook:

 

Isso não te pertence mais
.

 

“E o ciclismo teve sua reputação manchada mais uma vez!

Lance Armstrong, aquele que seria o melhor dos melhores no ciclismo, curado de um câncer e que retornou ao ciclismo para conquistar nada menos que 7 vezes o evento principal do ciclismo de estrada, o Tour de France, finalmente confessou: “usei doping!

Aquele que era considerado um herói, agora não passa de um mascarado que manchou ainda mais a imagem do ciclismo mundial (acho que nem se jogar um caminhão de alvejante vai ser capaz de limpar essa sujeira ¬¬”). Em uma entrevista exclusiva concedida a apresentadora norte-americana Oprah Winfrey, ele confessou que usou substancias proibidas desde 2005, ano em que conquistou seu primeiro Tour. Ele disse “esfregar na cara”, mas pra que? Pra mostrar que estava de volta? Pra mostrar que ele podia? ou para mostrar para o cara que engravidou a mãe dele (no que resultou ele logicamente) quando mais nova, de que ele era tudo e muito mais? Não sei, mas essa arrogância escondia algo pior.

Ele disse também, resumidamente, “ou se dopa ou tá fora”. Ciclistas que poderiam muito bem mostrar seu potencial sem “ajudas externas” acabaram cedendo a pressão de entrarem no esquema, ainda que Lance diga que não, mas que fica claro que se não participasse estaria fora da equipe. Vencer é bom pra qualquer um, mas “vencer a todo custo” como ele mesmo disse não é nada legal. E se alguém ficasse mal devido aos EPO, esteroides e sei lá quantas drogas o médico da equipe ministrou a eles? Aliás, quem garante que o câncer que Lance teve não foi devido a algo semelhante no inicio de sua carreira ??? (apenas suposições ok!)

E a UCI? Órgão máximo do ciclismo mundial que nem se quer fez o exame anti-doping em Lance em 2005, mas só o fez muito tempo depois? Seria por causa da “doação” que lance fez a entidade? Seria algum desafeto dentro da UCI que fez desencadear isso? Falando em desafetos, isso tem em todo lugar e no ciclismo não foi diferente: Tyler Hamilton liderou mais alguns outros ex-membros de equipe contra Lance alegando o doping e seu esquema ultra sofisticado, nunca antes visto em qualquer outro esporte (talvez perdendo para a Alemanha oriental lá em “mil novecentos e Trabant de plastico”…)

O fato é que estava dando muito “na cara”, tava perfeito demais! Sua equipe vencendo todas, a UCI fazendo vistas grossas e o próprio Lance com sua certa arrogância se mostrando o “pika das galáxia” no ciclismo, chegando ao ponto de postar uma foto no Twitter onde aparece as 7 “maillot jaune” penduradas na parede de sua mansão, e o próprio deitado no sofá apreciando as peças (é a foto que se encontra junto a este texto, mas com uma “pequena intervenção” na imagem). Talvez se Lance não tivesse retornado ao esporte não teriam descoberto tudo isso, mas lá foi ele retornar para mais um desafeto botar as caras e jogar mais merda no ventilador. E como Lance já estava sendo ferrado pela UCI, deve ter pensado: “Querem me ferrar? Beleza! Vou ferrar mais ainda!” Foi mais ou menos o que comentei com um amigo aqui no facebook: “Jogar merda no ventilador é para os fracos: Lance vai jogar é um balde cheio no exaustor!”

“Crime e castigo”: ele achou que poderia se safar, mas acabou sendo pego. Resultado: seus títulos foram cassados, perdeu seus patrocinadores (incluindo o da Trek que era vitalício), deixou de liderar a sua própria organização, a Livestrong… mas o pior de tudo é que ele perdeu a moral, a fama. Aquele herói de ontem hoje não passa de um “Dick Vigarista” dos tempos modernos. (peço desculpas aos que ainda apoiam o Lance, mas pra mim já era, não passa de apenas mais um)

E como não podia ficar pior, me aparece um apresentadorzinho de meia pataca que, ao terminar uma reportagem sobre a declaração de Lance no programa que apresenta, solta a seguinte pérola: “Agora vamos falar de esporte de verdade, falemos do futebol brasileiro…” Qual é? Só porque o cara que foi o top do ciclismo e assume suas trapaças dá o direito desse cara falar mal do ciclismo? (não só do nosso esporte, mas de todos os outros ao dizer que o futebol é o melhor de todos). Ainda que tenha falado sem perceber, causou uma revolta muito grande na comunidade ciclista brasileira. Na boa, como apresentador é um belo comediante (ou nem isso ¬¬”). Pra quem se diz entusiasta do esporte, ele escorregou feio em suas próprias palavras, ainda mais em rede nacional! Mancada hein?!?! (nem citarei o nome do infeliz, até porque muitos já sabem quem é)

Só sei que, justo no momento em que estou retornando as atividades no ciclismo, não deixarei me abater por essas conversas e fatos. Se tem alguém para me espelhar, esse sou eu mesmo! Só eu sei onde cheguei e onde posso chegar, e se devo alguma coisa, devo a mim mesmo!
Acho que falei demais… ^^!

Desculpem o texto enorme, mas foi meu jeito de expressar a minha opinião sobre isso tudo

 

O texto original no facebook pode ser visto aqui

Na época, o apresentador do Globo Esporte, Tiago Leifert, falou uma asneira “se querer querendo”, que foi um dos motivos que me fizeram a escrever este texto, sendo a principal delas a entrevista de Lance para Oprah. Eu estava a voltar a prática do ciclismo na época quando esta bomba explodiu. Infelizmente parei novamente, mas por falta de tempo mesmo, algum tempo depois de escrever o texto. Antes dele, publiquei algo semelhante a isto, mas incluindo a Caloi no meio devido a problemas em alguns produtos da marca. Talvez poste o texto aqui no site (ou não…)

Espero que tenham gostado do meu “desabafo”.

Abraços e bons giros 😀

Kiko Molinari

Clique aqui e veja todos os posts do colunista Kiko Molinari
COMPARTILHAR
Artigo anteriorTecnologia e inovação: capacete de papelão para ciclistas
Próximo artigoGrip Rings: anéis para customizar o guidão da bicicleta
Meu nome é Cristiano Correa Molinari, mas sou mais conhecido como “Kiko Molinari” (ou simplesmente “Cris” para os mais chegados). Desde pequeno apaixonado por carros, e por volta dos 8 anos já gostava de bikes, mas só aos 15 anos foi que me dei conta que a paixão seria ainda maior. Fiquei conhecido no Orkut em algumas comunidades como “Caloi Oficial”, “Cicloturismo”, “Mecânicos de Bicicleta” e “Bicicleta – o melhor transporte”, devido ao meu empenho em ajudar os mais novatos sobre os vários assuntos acerca das “magrelas”, além de prestar consultoria no meu perfil e no extinto MSN, e assim conquistando muitas amizades durando até hoje. Anos mais tarde, fui editor do blog Bizarrices Automotivas desde a sua criação, por 3 anos a fio, e assim pude aprender a como ser um blogueiro. Com isso, tenho o meu blog chamado Carros Raros BR, focando em modelos considerados raros nas ruas brasileiras. Hoje, faço parte do site Até Onde Deu Pra Ir de Bicicleta, aliando meus conhecimentos adquiridos nos blogs automotivos com os conhecimentos sobre bicicletas que conquistei até hoje. Abraços e bons giros o/

DEIXE UMA RESPOSTA