O bicicletário e a medida da felicidade

0
360
Antes e depois!

.

Hoje gostaria de dividir com vocês uma experiência bem legal que tive ontem. Na verdade, foi  uma bela surpresa, que me encheu de alegria após um dia difícil de trabalho. Ao terminar o expediente, fui pegar minha bicicleta e me deparei com a cena abaixo, devidamente registrada em foto:

Foto: André Schetino
Foto: André Schetino

.

É o bicicletário que fica no meu trabalho. Uma instituição de ensino, onde guardo minha bicicleta há uns 5 anos, mais ou menos. Durante esse tempo, ela esteve sozinha por lá na maioria das vezes. De tempos em tempos, era acompanhada pela bicicleta de algum aluno, vez ou outra de um funcionário. Mas eis que o número foi aumentando, e ontem, justo ontem, “a ficha caiu”.

Antes e depois!
Antes e depois!

.

A montagem que fiz acima tem uma foto do ano passado, usada nesse post, onde falo sobre o bicicletário do trabalho. Junto com ela a foto de ontem, com ele lotado.

.

Eu já havia escrito anteriormente um texto falando um pouco sobre a bicicleta como meio de transporte em Belo Horizonte, cidade onde vivo. Falava de como eu via mais bicicletas nas ruas hoje do que há 13 anos atrás, quando comecei usá-la como meio de transporte. Estive também no último Fórum Mundial da Bicicleta, em Curitiba, e pude conversar com amigos de todo o Brasil, que também me falaram sobre o aumento do uso da bicicleta em suas cidades.

.

Mas ver aquele bicicletário lotado me deixou muito feliz. Quando se está muito mergulhado em algo temos que permanecer atentos, pois podemos nos esquecer de olhar o que está ao nosso redor. De tanto pedalar, escrever e conversar com pessoas ligadas às bikes, eu me desliguei por um momento do que estava próximo de mim. O bicicletário lotou, ficou pequeno, finalmente!

.

Antes era apenas Joelma, minha querida bicicleta. Neste início de ano tem sido 8, 10. E ainda são tão poucas, comparadas ao potencial para o uso das bicicletas nas cidades.

.

Ontem o bicicletário cheio foi a medida da felicidade. O momento é de celebrar as “pequenas grandes vitórias”. Se você também acredita que a cidade pode ser melhor quando seus habitantes podem escolher como se locomover, este texto é pra você.

Que os ciclistas cada vez mais ganhem as ruas das cidades. Que venham mais bicicletários e bicicletas!

Clique aqui e veja todos os posts do blog sobre bicicletários.
Clique aqui e veja todos os posts sobre bicicleta no trânsito.

DEIXE UMA RESPOSTA