Cicloturismo depois da aposentadoria

4
19
Conheci o cicloturismo depois da aposentadoria
Conheci o cicloturismo depois da aposentadoria. Foto: acervo pessoal Nélio de Souza Mourão

Por Nélio de Souza Mourão

Após trabalhar muito viajando pelo Brasil e Exterior, criar filhos, me aposentei e aos 65 anos sentia-me inútil e sedentário. Foi quando resolvi comprar uma bike para meu neto de 7 anos e o vendedor me convenceu a comprar uma para mim também, para acompanhar o neto. Foi a melhor sugestão naquela época.

Conheci o cicloturismo depois da aposentadoria
Conheci o cicloturismo depois da aposentadoria. Foto: acervo pessoal Nélio de Souza Mourão

Meu neto não se interessou muito por ciclismo, mas eu comecei a andar sozinho, depois entrei em um grupo chamado Campinas Bike Clube, onde pedalamos 4 dias por semana. Através do Presidente deste clube, fui convidado um ano após iniciar, a empreender minha primeira cicloviagem em 2014 quando fomos fazer o Circuito das Araucárias em 6 dias.

Dali em diante meu gosto por este tipo de viagem se tornou um buscar permanente por novas aventuras. Em abril de 2015 fomos para um pedal ainda pouco explorado e sem um roteiro oficial. Fomos a Curitiba de avião com nossas bikes em malas bike, e dali descemos a Serra da Graciosa e fomos contornando o litoral até Peruibe, onde retornamos de Van até Campinas. Pegamos dois barcos para atravessar braços de mar e rio e ainda assim pedalamos cerca de 360 km sendo uns 70 km pela areia da praia.

Para 2016 já estamos discutindo o roteiro, que deverá ser Cascatas e Montanhas no R.G.Sul. Tenho um sonho de daqui 3 anos, quando estiver comemorando meus 70 anos, empreender uma viagem a Europa e comemorar pedalando de Amsterdam até Paris. Espero que consiga e que Deus me de Saúde para tanto. ADORO PEDALAR!


ATÉ ONDE VOCÊ FOI É O MAIOR BANCO DE HISTÓRIAS E EXPERIÊNCIAS SOBRE A BICICLETA E O CICLISMO DA INTERNET BRASILEIRA. PARA CONHECER O PROJETO, ENVIAR A SUA HISTÓRIA E CONCORRER A PRÊMIOS BASTA CLICAR AQUI


COMPARTILHAR
Artigo anteriorDe Antonina a Paranaguá (via Trilha do Telégrafo)
Próximo artigoEscalada dos Andes de Bike
Até Onde VOCÊ Foi? é um projeto do blog que divulga - e premia - histórias inspiradoras das pessoas e suas bicicletas. As primeiras pedaladas, sua última viagem de bike, os treinos e competições, a descoberta de uma nova forma de se locomover pela cidade... O texto é de autoria do leitor indicado no início do post, e as informações e opiniões contidas são de responsabilidade do mesmo. Que tal compartilhar sua história com milhares de leitores e concorrer a prêmios? Acesse ateondedeuprairdebicicleta.com.br/voce e participe!

4 COMENTÁRIOS

  1. Nélio

    Gostei do teu post.
    Moro em Porto Alegre e adoro pedalar também, com amigos e minha família.
    Caso vieres fazer o circuito Cascatas e Montanhas, avisa que podemos ajudar.
    Muitas pedaladas fizemos com a RotaSul – http://www.rotasuladventure.com.br
    Acho que no final de ano eles irão para Missões. É bem legal!

    Abraços

    Marcus Brum

  2. Bravo Seu Nelio. Segue um convite: Venha em julho fazer a travessia da Ilha do Bananal de Bike. No Tocantins. Informações: facebook/pedaisetrilhas.

DEIXE UMA RESPOSTA