Clementina

2
372

Como bem foi comentado pelo André, essa loucura de dar nomes nas companheiras é algo normal… rs  E esta que vos apresento é a Clementina. Minha companheira de aventuras, ainda uma jovem e inexperiente com seus 740km rodados em 3 meses e pouco. Seja da Universidade para casa, nos passeios de fins de semana ou nas viagens e trilhas é ela que acompanha minhas loucuras.  O nome surgiu de uma mescla entre a história da bicicleta e a música. Uma das primeiras importadoras de bikes para o Brasil chama-se Clement (para maior detalhes ler – Pedalando na Modernidade: a bicicleta e o ciclismo na transição do século XIX para o XX”.) descobri essa informação na mesma semana que assisti a uma reprise daquelas clássicas paródias dos Trapalhões da música cantada por Clara Nunes (Didi Mocó) e Clementina de Jesus (Mussum) – Não vadeia Clementina. A mente fértil uniu as duas coisas e eis que surge a idéia – Clementina!!!! Por que não?

Seu corpinho é GTI Alumínio, grupo Shimano Alívio, com suspensão dianteira de 80 mm. Foi montada pensando em trilhas leves, deslocamento na cidade e algumas viagens.

 

Foto na trilha do Sabarabuçu, entre Sabará e Caeté (MG)

 

2 COMENTÁRIOS

  1. Fiz a trilha do Sabarabuçu(Pompéu-Caeté) em Maio/2010.Foi demais.Atravessando vários riachos,passando pelo cemitério dos ingleses e terminando atrás da cia. Ferro Brasileiro em Caeté.Fui sozinho.Por estas bandas é difícil achar cara animado.

  2. Realmente essa trilha é mto bacana.. paisagem marvilhosa. Quando passamos por ela nosso objetivo era subir a Serra da Piedade… ahuahaua.. Loucura total.. mas foi mto bom.
    Abração, paz e bem

DEIXE UMA RESPOSTA