Especial bicicletas: Mountain Bike

0
18
Trek Fuel EX modelo 2011 - Fonte: http://www.bikerumor.com/

As mountain bikes (ou MTB’s, abreviando) podem ser consideradas as bicicletas mais versáteis da atualidade. Muito populares no Brasil, são mais do que bicicletas de montanha, como a tradução literal do termo indica. Na minha opinião, estão mais para a nomenclatura de nossos irmãos de Portugal, que as chamam de “bicicletas todo terreno” (BTT’s).

Trek Fuel EX modelo 2011 – Fonte: http://www.bikerumor.com/

As mountain bikes surgiram nos E.U.A., na “onda” dos chamados esportes californianos (como o surf e o skate), nas décadas de 60 e 70*. Alguns jovens da Califórnia, como Gary Fischer e Tom Richtey resolveram colocar pneus largos, com cravos, em suas bikes speed, e começaram a experimentá-las em espaços nunca antes imaginados, como estradas de terra, terrenos acidentados, trilhas e montanhas. (Para saber mais sobre a história das mountain bikes, clique aqui)

O sucesso da empreitada fez com que pouco a pouco fosse surgindo um mercado específico para as mountain bikes. O que começou com uma adaptação de bicicletas speed agora trata-se de um nicho específico, com bicicletas, acessórios e componentes específicos para cada tipo de terreno ou modalidade.

Hoje existe uma grande variedade de modelos de mountain bikes. Veremos aqui três deles (outros, destacaremos em outros posts): as rígidas, com suspensão dianteira ou hard tail, e a full suspension.

Escolhi as rígidas por uma questão de justiça, pois foram os primeiros modelos de mountain bikes. Recebem este nome por não terem qualquer tipo de suspensão no quadro ou no garfo.

Mountain bike rígida

As com suspensão dianteira (também chamadas de hard tail) são bastante populares. A suspensão fica no garfo da bicicleta (que é onde se encaixa a roda dianteira).

Modelo com suspensão dianteira ou “hard tail”

As mountain bikes full suspension tem, além da suspensão dianteira no garfo, suspensão também no quadro.

Modelo de mountain bike “full suspension”

 De forma simplificada, podemos dizer que a diferença dos 3 modelos está no conforto: bicicletas com sistema de amortecimento são indicadas para terrenos mais acidentados. Algumas mountain bikes full suspension hoje em dia conseguem pedalar por trilhas e lugares impensáveis para os primeiros modelos de bikes rígidas.

Vejamos outras características das mountain bikes:

Rodas: as rodas são medidas em polegadas. Nos modelos para adultos, o aro 26 reinava absoluto até pouco tempo atrás. Atualmente, passaram a dividir espaço com as rodas bem maiores, de aro 29 polegadas. As 29ers (como são chamadas as MTB’s com essas rodas) são indicadas para pessoas grandes, acima de 1,80m. Abaixo você vê fotos dos dois modelos (aro 26 e aro 29, respectivamente). Neste outro post, você encontra um comparativo das rodas 26 e 29 para transposição de obstáculos.

mountain bike aro 26
Mountain bike aro 29
Comparativo: aro 26 x aro 29

Pneus: por conta do terreno que enfrentam, os pneus das mountain bikes são mais largos e com cravos. Podem variar de acordo com o terreno onde se vai pedalar, mas não fogem muito disso.

Pneus com cravos para mountain bikes

Quadro: Antigamente em ferro ou cromolibidênio. Atualmente, as ligas de alumínio respondem pela maioria dos modelos. Podem ser encontrados também em fibra de carbono (mais caros e geralmente voltados para bikes de competição).

Em outros posts da série vamos detalhar outros tipos de bikes, que também se enquandram na ampla categoria das mountain bikes.

*P.S. – Se quiser saber mais sobre a história dos esportes de aventura, indico o livro Urbanidades da Natureza, do prof. e amigo Cléber Dias.

Para saber mais sobre o Especial Bicicletas clique aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA