O uso do capacete fechado no BMX e Downhill

0
668
Capacete fechado modelo Shift Agent

O ciclismo é um esporte que possui várias modalidades bem diferentes, cada uma com sua regras de segurança. O tipo de movimentação, o terreno, os obstáculos por onde o ciclista pedala e o risco de acidentes influenciam no tipo de equipamento utilizado. Algumas modalidades do BMX e o Downhil, por exemplo, exigem o uso de capacete fechado.

Características do capacete fechado para bike

Capacete fechado modelo Shift Agent
Capacete fechado modelo Shift Agent

O capacete fechado é mais conhecido por seu uso no motocross, e também é chamado de “Full” ou “Full Face” (rosto inteiro). Foi adotado para as modalidades do BMX e downhill. Sua estrutura possui um “avanço” lateral e frontal, protegendo as regiões do rosto que ficam desprotegidas com os tradicionais capacetes abertos do ciclismo: mandíbula, queixo e boca especialmente, além é claro de algumas partes frontais e laterais do rosto do ciclista.

Até Onde deu Pra Ir de Bicicleta - Especial Ciclismo Modalidades - Downhill
Downhill. Foto: depositphotos.com

O capacete fechado: regras e segurança do biker

No BMX, o capacete fechado tem seu uso obrigatório nas modalidades vertical e race – essa última faz parte inclusive dos Jogos Olímpicos. Além disso, é utilizado também no downhill, uma das modalidades mais radicais do ciclismo.

BMX Vertical
BMX Vertical. Foto: depositphotos.com

A escolha desse modelo de capacete acontece pelo risco de choque frontal nessas atividades. Ou seja, as regras que obrigam o uso do capacete fechado no BMX e downhill foram adotadas porque o risco de quedas é grande, tanto pela velocidade do ciclista como pelo nível técnico das descidas, manobras, ou contato com outros ciclistas (no caso do BMX race).

Foto: sipse.com
Prova de BMX race nos Jogos Olímpicos de Londes 2012. Foto: sipse.com

 

DEIXE UMA RESPOSTA