Review Palmilha Anti Vibração G-Form

4
431
Palmilha Anti-Vibração G-Form. Foto: André Schetino

Esse artigo traz os nossos testes e impressões sobre a Palmilha Anti Vibração da G-Form. O produto foi desenvolvido com o objetivo de reduzir a vibração e amortecer os impactos das pedaladas, aumentando também o conforto e melhorando o desempenho no pedal.

Não se esqueça de conferir a nossa avaliação no final desse post.

A Palmilha Anti Vibração G-Form

Palmilha Anti-Vibração G-Form. Foto: André Schetino
Palmilha Anti-Vibração G-Form. Foto: André Schetino

A Palmilha Anti Vibração G-Form foi desenvolvida para amortecer a vibração e reduzir a pressão na hora da pisada. Segundo o fabricante, o material em gel é o mesmo usado por podólogos para correção de problemas clínicos, fazendo com que o impacto e vibrações entre o pedal e o pé sejam amenizados.

O produto foi desenvolvido utilizando a tecnologia de espuma OrthoLite, utilizada também pelas principais marcas esportivas do mundo. Permite a circulação de ar em torno do pé e evita o acúmulo de umidade. A palmilha é tratada com um sistema anti-microbiano e a sua mola traseira (circulo redondo na parte do calcanhar, no detalhe da foto abaixo) permite que a palmilha encolha até 95% de sua espessura ao longo do tempo e não achate.

Detalhe da mola no calcanhar da Palmilha G-Form. Foto: André Schetino
Detalhe da mola no calcanhar da Palmilha G-Form. Foto: André Schetino

Para utilizá-la, você deve retirar a palmilha antiga do seu tênis/sapatilha e colocar a Palmilha Anti Vibração, alinhando-a dentro do calçado tendo como base o calcanhar. Caso ocorra algum excesso ou se você quiser um ajuste bem personalizado da palmilha, basta você usar a sua palmilha antiga como molde: alinhe a palmilha antiga e a palmilha Anti Vibração, e com uma tesoura você recorta os pequenos excessos.

Palmilha G-Form dentro da sapatilha. Foto: André Schetino
Palmilha G-Form dentro da sapatilha. Foto: André Schetino

O teste da Palmilha Anti Vibração G-Form

Para produzir esse review eu testei a palmilha por cerca de 400km em 10 pedaladas, algumas mais longas, outras menores. Apesar de pedalar a maior parte do tempo em asfalto, experimentei também algumas estradas de terra batida, um pouco de cascalho, e especialmente descidas com terreno acidentado (asfalto e terra) nos quais a bike experimentasse umas boas chacoalhadas.

Durante as pedaladas, a parte mais exigida é o gel amortecedor da planta dos pés. Ele reduz as vibrações e deixa o pé mais confortável, pois está localizado na parte dos pés que está em contato direto com os pedais, recebendo a vibração e a pressão durante a pedalada.

A mola traseira, que age sobre a região dos calcanhares também possui bom amortecimento, mas no caso da bike só é mais exigida caso você precise descer pra fazer um empurra bike, ou caso use a bicicleta no ciclismo urbano, usando o seu calçado também para caminhar.

Dicas técnicas: limpeza da Palmilha e troca do gel amortecedor (Refil)

Apesar de possuir tratamento anti-microbiano, o uso contínuo naturalmente exige alguns cuidados na higiene da palmilha (e de todo o conjunto tênis/sapatilha, meias e pés do ciclista). Eu utilizo sempre um talco para os pés. Para fazer a limpeza da palmilha após um pedal na terra, utilizei apenas um pano umedecido, e depois passei uma escova (superficialmente, sem fazer muita força) apenas para retirar a sujeira de terra. Depois é só deixar a palmilha ao ar livre e colocar no tênis/sapatilha quando for usar novamente. Isso aumenta bastante a vida útil do produto.

Outra dica está no Refil do gel amortecedor da planta dos pés. Como essa estrutura é bem exigida, o gel se desgasta mais do que a palmilha. Por isso, quando ele apresentar desgaste excessivo ele pode (e deve) ser substituído. Para isso basta comprar um par do Refil e fazer a substituição (foto).

Encaixando o Refil do gel amortecedor na Palmilha G-Form. Foto: André Schetino
Encaixando o Refil do gel amortecedor na Palmilha G-Form. Foto: André Schetino

Minha opinião sobre a Palmilha Anti Vibração G-Form

Depois de testar a palmilha (e continuo usando) percebi que o conforto melhora consideravelmente. Eu percebi isso especialmente nas pedaladas de longa distância (acima de 50km ou 2horas de pedal), onde cada km a mais vai exigindo um pouco mais da postura e do corpo. Meu pedal mais longo com a palmilha foi de 102km.

O desenho da palmilha, a mola traseira e o gel amortecedor da planta do pé são um diferencial que realmente agregam conforto. Na foto abaixo (e no vídeo desse review) eu faço uma comparação entre a Palmilha Anti Vibração, a palmilha que vem com a sapatilha e a palmilha do tênis, e a diferença é nítida não só no visual como também ao apertar os materiais.

Fiz algumas descidas em asfalto, ruas calçadas e estradas de terra com bastante trepidação, e pude sentir a diferença dos calçados normais. Não sou praticante, mas imagino que a palmilha possa ser bem legal para os atletas de downhill durante os treinos.

Eu sempre digo aqui no blog que pedalar deve ser uma atividade acima de tudo confortável. Mesmo nos pedais de longa distância, onde podem estar inclusos uma certa dose de “sofrimento”, ele deve ser buscado no desafio dos seus limites, e não na dor.

Eu gostei da palmilha, e indicaria ela a todos os que buscam mais conforto nas suas pedaladas.

Dados Técnicos:

Produto: Palmilha Anti Vibração G-Form

Fabricante: G-Form (http://www.g-form.com.br/)

Material: Gel/Filme de Poliuretano e Espuma de Poliuretano

Preço: R$ 99,00 (utilize o código afgirbicicleta para 10% de desconto no site http://www.g-form.com.br/)

Video Review Palmilha Anti Vibração G-Form

Galeria de fotos


Esse produto foi cedido pela G-Form e avaliado de forma gratuita. Esse review representa a opinião da equipe do Até Onde Deu pra Ir de Bicicleta. Entenda como recebemos e avaliamos os produtos em nossa Política de Reviews


4 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA