4 equipamentos essenciais para ciclismo urbano

13
585

Atualizado em 21/02/2018

Pedalo muito tanto em estradas quanto na cidade, e muitas vezes à noite. Fico reparando sempre nas outras bikes e inclusive em alguns colegas ciclistas. Depois disso tive a Idéia de falar sobre alguns equipamentos essenciais para ciclismo urbano.

Quando digo essenciais, não quero dizer obrigatórios. Mas são equipamentos que contribuem muito para o conforto e principalmente a segurança no pedal.

É impressionante como o uso de alguns equipamentos e acessórios para o ciclismo não “pegaram” ainda. Seja por falta de informação ou até mesmo vergonha de “ficar parecendo tiozão”, muitos ciclistas urbanos deixam de utilizar equipamentos que facilitariam sua vida, e mais ainda, ajudariam na sua segurança. Vejam abaixo a lista que preparei:

4 equipamentos essenciais para ciclismo urbano

1 –  Espelho retrovisor

ate-onde-deu-pra-ir-de-bicicleta-retrovisor
.

Falha grave. Primeiro porque é um item obrigatório listado pelo Código de Trânsito Brasileiro. Além disso, o espelho retrovisor ajuda muito o ciclista nas pedaladas pela cidade. Reduz bastante a necessidade das olhadas para trás, além de mostrar os carros que se aproximam de você. Mas encontrar um bom espelho retrovisor é um desafio. Depois de muito pesquisar com amigos, me decidi pelo modelo da foto, da Cateye (que você pode encontrar nesse link). Os modelos são bons e resistentes. Comprei o meu no início de 2013 e ele está firme e forte até hoje.

Aqui no blog temos um Post Guia bem completo sobre espelho retrovisor, que você pode conferir abaixo:

Espelho retrovisor para bike: saiba tudo sobre esse equipamento

2 – Colete refletivo

Colete Refletivo Inconfidentes Pedalantes

Esse é o equipamento que menos vejo as pessoas utilizando, e na minha opinião, é indispensável para quem pedala durante a noite. Atualmente utilizo o Colete Refletivo Inconfidentes Pedalantes (em detalhe na foto), que usamos no nosso clube de ciclismo. É bem leve (só 65 gramas) e fácil de ajustar.

 3 – Buzina ou campainha

ate-onde-deu-pra-ir-de-bicicleta-campainha
.

Se você é adepto do “Sai da freenteeee!!” ou qualquer grito similar, que tal experimentar uma buzina ou campainha? Este é outro equipamento de uso obrigatório para o ciclista segundo o Código de Trânsito Brasileiro. Quem pedala já reparou: as vezes um pedestre parece estar te olhando, quando na verdade, ele está procurando os carros. Aí, quando menos se espera, ele dispara para atravessar a rua e quase te atropela. A buzina ou campainha resolve o problema, além de alertar também os carros sobre a sua presença.

4 – Paralamas

ate-onde-deu-pra-ir-de-bicicleta-caloi-citytour
Joelma e seus paralamas

Por fim, um item não de segurança, mas de conforto. Já desistiu de pedalar alguma vez por causa da chuva? E quantas vezes você já chegou ou voltou do trabalho de bicicleta “listrado” de lama nas costas? Se isso já te aconteceu, te convido a experimentar pedalar uma bike com paralamas e ver a beleza que é. Eu saio de bicicleta quando está chovendo (ou no “pós chuva”, com o asfalto ainda encharcado) e chego com a camisa limpinha! No post abaixo eu falo um pouco sobre os paralamas:

 Pedalar na chuva: 11 dicas que você precisa conferir

O teste final: quantos desses equipamentos você usa?

Me conte aí, amigo leitor, quantos dos equipamentos acima você usa ou não usa, e por que? Comente e conte sua história pra gente!

P.S. – Os leitores mais atentos vão reparar que não citei alguns outros acessórios para o uso no ciclismo urbano, especialmente o capacete e os faróis e lanternas. Isso porque percebo que esses já caíram no gosto e no costume da maioria. Concordam?

13 COMENTÁRIOS

  1. Todos, menos o colete, ainda não me animei de comprar. Por outro lado, enchi minha bicicleta e o capacete com aquelas fitas refletivas 3M, parece caminhão de mudança… =D

  2. O espelho faz realmente uma diferença ENORME na maneira como o ciclista passa a perceber o seu entorno, e, por incrível que pareça, tbém faz uma diferença grande na maneira como o ciclista passa a se RELACIONAR com os outros participantes do trânsito.

    Apenas observo que, por experiência, adquiri a forte convicção que o melhor lugar para prender o espelho é no CAPACETE. Eficácia incomparável, visão traseira e periférica com um leve giro de pescoço, visão frontal sempre disponível, basta movimentar os olhos, não precisa mexer a cabeça/pescoço/tronco para olhar pra frente de novo.

    Eu me arriscaria dizer que o espelho – quando a pessoa aprende a usar – é MAIS importante que o próprio capacete.

    Colete é legal, mas não é imprescindível. Refletivos podem ser colados ou aplicados em muitos pontos da roupa, da bicicleta, bagageiro, alforges, etc. Refletivos FAZEM diferença, sim. Dependendo da distância e do tipo de lanterna, podem ser até MAIS visíveis do que luzes ativas.

  3. Grande observação Artur!
    Eu nunca experimentei o retrovisor de capacete, tenho vontade. Mas penso sempre no caso de um infeliz e não desejado tombo… não tem perigo do retrovisor ficar muito perto do rosto não? Um abraço e boas pedaladas!

  4. Eu recentemente comprei no ebay esse retrovisor retrátil que não deixa visual de tiozão: http://www.ebay.com/itm/190685418663?ssPageName=STRK:MEWNX:IT&_trksid=p3984.m1439.l2649

    Aproveitei e comprei uma luz dianteira também. Parecida com uma lanterna. Creio que vai me ajudar fazendo que as pessoas em outra rua que faz divisa com uma esquina me veja quando eu estiver chegando e tal. Não sei se deu pra entender.

    Tenho luz traseira também. Uma luz vermelha bem forte.

    Mas é só isso mesmo. O basicão.

    Gostaria muito de um paralamas igual ao da sua bicicleta da imagem. Porque a maioria é tudo de plástico que fica se mexendo enquanto pedala. Não curto muito.

    Pretendo comprar capacete também um dia. Etc. Chega se não vou acabar fazendo uma lista enorme aqui do que NÃO TENHO infelizmente.

    Meu blog: http://bikeblogbrasil.wordpress.com/

  5. Na minha bike de cicloturismo uso um retrovisor de moto, é grande e passa dos limites do guidão, adptei um manicoto para prender o retrovisor, as duas peças por R$12,00. Minha visão é perfeita, tem hora que procuro o retrovisor até a esquerda do guidão. rs, rs…

  6. Sem duvidas, são acessórios que fazem a diferença,a minha tem paralamas e vc esqueceu de citar o bagageiro que são otimos.

  7. Eu tenho uma caloi 10, não uso retrovisor (não fica legal no guidão), mas em compensação uso capacete, luz traseira e dianteira e luvas, um equipamento que (após um tombo no asfalto em que o couro da minha mão foi arrancado) acho fundamental. Costumo dizer que as luvas estão entre os itens mais importantes do ciclista, pois, numa queda as mãos servem de para-choque.

  8. utilizo lanternas dianteira e trazeira, luvas, capacete, retrovisor.colete refletivo nao uso porque estou sempre de muchila. nunca usei buzina, mas tenho que providenciar, porque infelizmente o pedestre nao respeita o ciclista. a maioria se atravessa na frente mesmo o sinal estando aberto p vc.

  9. Depois de um certo tempo de pedal, o natural é que fiquemos mais experientes e conscientes sobre a questão do desempenho e principalmente da segurança. Quando saio para um pedal (principalmente noturno) levo uma tralha danada para pôr na bike e acabo demorando um pouco para sair, mas é que cada componente / acessório tem a sua função específica.
    Quando estou com tudo no seu devido lugar, faço um pedal bem mais tranquilo.
    alguns itens que utilizo:

    1 lanterna sinalizadora no guidão
    2 sinaleira intermitente vermelha no canote do selim
    3 bolsa de selim com kit remendo e câmara reserva
    4 caramanhola no quadro
    5 mochila de hidratação ou pochete para documentos
    6 bomba de ar com suporte
    7 luvas
    8 capacete
    9 apito (como opção pela falta da buzina)
    10 fitas anti-furo ( item fundamental para minimizar os riscos de um furo na câmara de ar)

  10. Comprei dois retrovisores de modelos diferentes e nenhum ficou bom na minha bike. E eu estava acostumado aos retrovisores da minha moto abandonada. Vou testar esses que ficam na extremidade do guião (na manopla).

DEIXE UMA RESPOSTA