Brasil Ride 2019: Etapa Rainha indica favoritos ao título

0
44
Brasil Ride 2019 etapa rainha
(Marcelo Rypl / Brasil Ride) Alta | Web Hans e Thiago chegam para a vitória (Marcelo Rypl / Brasil Ride) Hans e Thiago chegam para a vitória. Foto: (Marcelo Rypl / Brasil Ride)

Mas a competição ainda está aberta! Veja o que rolou no dia de hoje

Foram 104 km na maior altimetria da Brasil Ride, 2.600m, a prova que é considerada como a mais dura foi vencida por Tiago Ferreira e Hans Becking, da DMT Racing Team, que vem mostrando estar em um patamar acima dos demais competidores.

A dupla da DMT Racing Team surpreendeu a todos e venceu a prova com certa tranquilidade, já que conseguiram fazer a etapa em impressionantes 4h38min39, colocando mais de 3 minutos para a dupla que chegou em segundo e, todos nós sabemos, que 3 minutos na prova rainha da Brasil Ride é uma verdadeira eternidade.

Henrique Avancini e Manuel Fumic ficaram em 3º e se distanciaram um pouco da briga pela liderança do campeonato em geral, que tem como donos da camisa amarela justamente Tiago Ferreira e Hans Becking.

A etapa rainha se destaca por outros pontos além da altimetria insana e eu me refiro ao nível das subidas, que são extremamente inclinadas e demandam muita técnica atrelada a força

No masculino, vantagem de Tiago e Hans é ampliada

Pódio masculino da Brasil Ride 2019 etapa rainha. Foto: (Marcelo Rypl / Brasil Ride)

A rivalidade entre as duplas Tiago Ferreira e Hans contra Henrique Avancini e Manuel Fumic só tem aumentado, é bem verdade que muito disso é por conta da alta performance de todos e, evidenciando isso, Tiago Ferreira pontuou mais sobre a dupla que chegou em 3º do que sobre a dupla que ficou com a vice-campeonato na etapa rainha:

“ A etapa foi bastante rápida desde o início, porque Avancini e Fumic quiseram manter um ritmo inconstante. Em todas as subidas eles forçavam muito, mas felizmente Hans e eu estávamos bem e conseguimos segui-los de forma tranquila.”

Se engana quem pensa que desde o começo e durante todo o percurso Tiago e Hans tiveram vida fácil, nada disso! A dupla europeia só conseguiu uma relativa tranquilidade depois da passagem da Subida das Sete Voltas. A partir desse ponto, ficou cada vez mais difícil de acompanhar os dois. 

Diante desse cenário, com Tiago Ferreira e Hans Becking abrindo cada vez mais vantagem na classificação geral, não surpreenderia ninguém que eles dosassem o ritmo a partir de agora com o objetivo de ficar sempre no pódio.

A avaliação de Avancini mostra bem como foi a prova, a disputa particular com os líderes e a dificuldade da etapa rainha da Brasil Ride:

“Foi uma etapa brutal, realmente pesada. Subimos o ritmo bem cedo e até o primeiro ponto de apoio já havíamos feito algumas acelerações. Na primeira subida dura, fiz um ataque decisivo e chegamos abrir algumas vezes do Tiago e do Hans, que era nosso alvo, mas nunca um gap considerável para sair do visual deles, ou seja, mais de 10 segundos. Apesar de nós descermos melhor, eles desciam atrás comigo e Fumic de referência, o que torna o desafio mais fácil. Na Subida das Sete Voltas, o Hans subiu bem e controlei um pouco, quando o Tiago reagiu bem na segunda parte da montanha. Nos últimos 30 km, o Manuel preferiu trabalharmos com o Kulhavy e o Ulman, mas o resultado não foi o desejado”

No Feminino, mais uma troca de liderança

Jaqueline e Danilas durante a etapa rainha. Foto: (Ney Evangelista / Brasil Ride)

Pela elite feminina, as coisas estão mais acirradas e, a camisa laranja ganhou donas novas, mas nem tão novas assim já que Jaqueline Mourão e Danilas Ferreira já tiveram a honra de usar a camisa nessa Brasil Ride.

A dupla Sense Factory Racing / Tropix Brasil venceu a etapa rainha – de maneira mais apertada – e, como resultado, obteve a liderança do campeonato e abriu uma distância muito confortável na classificação geral para Viviane Favery e Tania Pickler.

Classificação da Brasil Ride 2019 etapa rainha

Masculino

1- Tiago Ferreira (POR) / Hans Becking (HOL) – 4h38min39
2- Jaroslav Kulhavy (CZE) / Matous Ulman (CZE) – 4h41min52
3- Henrique Avancini (BRA) / Manuel Fumic (ALE) – 4h41min53
4- Lukas Kaufmann (BRA) / Konny Looser (SUI) – 4h52min10
5- Edson Rezende (BRA) / Nicolas Sessler (BRA) – 4h52min10

Feminino

1- Jaqueline Moura (BRA) / Danilas Ferreira da Silva (BRA) – 6h23min32
2- Karen Olímpio (BRA) / Ilda Pereira (BRA) – 6h24min27
3- Viviane Favery (BRA) / Tania Clair Pickler (BRA) – 6h28min53
4- Letícia Cândido (BRA) / Hercília Najara (BRA) – 7h11min12

Classificação Geral da Brasil Ride após a etapa rainha

Masculino

1- Tiago Ferreira (POR) / Hans Becking (HOL) – 13h23min02
2- Henrique Avancini (BRA) / Manuel Fumic (ALE) – 13h30min49
3-  Jaroslav Kulhavy (CZE) / Matous Ulman (CZE) – 13h39min25
4- Lukas Kaufmann (BRA) / Konny Looser (SUI) – 13h55min11
5- Kristian Hynek (CZE) / Martin Stosek (CZE) – 13h55min45 

Feminino

1- Jaqueline Mourão (BRA) / Danilas Ferreira (BRA) – 18h08min39
2- Viviane Favery (BRA) / Tania Clair Piclker (BRA) – 18h12min54
3- Karen Olímpio (BRA) / Ilda Pereira (BRA) – 18h19min22
4- Letícia Cândido (BRA) / Hercília Najara (BRA) – 19h06min06

A disputa continua

Como fica claro, tanto no masculino quanto no feminino, os líderes aos poucos começam a se destacar e, para rivalizar com eles, os outros bikers vão ter de se doar o dobro. Se a quarta etapa é marcada pela altitude brutal, a etapa de amanhã é mais longa em quilometragem…

Serão 140km de volta a Arraial d’Ajuda. E você pode acompanhar tudo pelo YouTube da Brasil Ride. E os resultados de cada etapa você acompanha aqui no Até Onde Deu pra Ir de Bicicleta.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here