Conheça a modalidade BMX Flatland

3
655
Foto: Depositphotos

Se você acompanha nosso especial sobre as modalidades de ciclismo já aprendeu que o BMX é uma modalidade que surgiu com garotos imitando as corridas de motocross com suas bicicletas, não é mesmo? Pois agora vai tentar entender aqui conosco a relação entre o BMX original e sua variação BMX Flatland, uma espécie de versão freestyle do BMX. Ficou curioso para tentar decifrar esse link? Então confira já nosso post.

Foto: Depositphotos
Foto: Depositphotos

A modalidade

Explicando primeiramente o termo, Flatland, em inglês, significa piso plano, exatamente o tipo de local onde essa modalidade é praticada. O BMX Flatland é baseado em manobras que são verdadeiras demonstrações de equilíbrio e habilidade, na maioria das vezes sem a utilização de obstáculos, rampas ou pistas mais elaboradas. Muito inusitadamente, a própria bicicleta é usada como obstáculo. Conseguiu imaginar?

As manobras

Diferentemente da maioria dos esportes radicais ou das demais modalidades de ciclismo, o BMX Flatland tem suas próprias manobras, que, muitas vezes, acabam inspirando outros esportes a criarem suas próprias versões. Vamos dar uma olhadinha nas principais manobras dessa modalidade?

O 180 Bunnyhop, por exemplo, é um salto de 180º em que o piloto cai de costas para o sentido original em que vinha pedalando, enquanto o Rockwalk, apesar de muito parecido com o Bunnyhop, é, ao invés de um salto, um giro, feito com a alternância do equilíbrio entre a roda da frente e a de trás, completando uma volta de 360º.

Há também o Backyard, feito com um pé apoiado no eixo traseiro da bike e segurando o guidão com apenas uma das mãos, fazendo com que o piloto gire com o pé livre, de ré, a roda traseira e vá equilibrando a bicicleta enquanto avança em linha reta. Já no Landyard, que se assemelha ao Backyard, troca-se a mão do guidão, fazendo com que a bike siga em círculos em vez de fazer uma linha reta. Mais fácil vendo, certo?

Uma das manobras primordiais do BMX Flatland, conhecida popularmente como Bob, chama-se, na verdade, Endo. Nela o piloto controla a bike com os freios dianteiros, diminuindo a velocidade de forma que a roda traseira seja erguida e fique suspensa, enquanto controla o equilíbrio em movimento. Ufa, parece complexo!

A bicicleta

Para a prática do BMX Flatland, as bicicletas têm formatação bastante similar a outras bikes de BMX, mas possuem quadros de design específico, principalmente quanto à geometria de ângulos e comprimentos dos tubos. Os freios precisam possuir o sistema Gyro, que permite o giro completo do guidão e do garfo sem travar por causa dos cabos de freios.

O cubo traseiro da bike de Flatland conta com um mecanismo chamado de Freecoaster, que permite o giro da roda de trás no sentido contrário sem causar a rotação do pedal para trás, facilitando a execução de manobras como a Backyard, por exemplo.

E aí, curtiu o BMX Flatland? Essa modalidade é muito desafiadora, mas é, sem dúvida, muito prazerosa de se assistir e mais ainda de se praticar. Quer tentar?

Quer conhecer as mais diversas modalidades de ciclismo? Então clique aqui e confira nosso especial!

3 COMENTÁRIOS

  1. Poderia me indicar algumas lojas online para peças de bike flatland confiável?

DEIXE UMA RESPOSTA