Projeto Transite – De bicicleta até o Acre! E vem mais por aí…

1
604

O vídeo acima é a celebração de um marco muito importante do Projeto Transite. Quem me enviou o link foi o próprio Felipe Baenninger, esse fotógrafo que resolveu retratar os brasileiros e suas bicicletas da única forma possível: pedalando.

Depois de 1 ano e 7 meses na estrada, ele chegou até o Acre. Eu, que já fiz algumas viagens de bike, me alegrava a cada placa encontrada em uma rodovia. As divisas de Estados são um marco. E a divisa entre Rondônia e o Acre é algo fantástico. Assisti ao vídeo algumas vezes e fiquei curtindo a emoção do Felipe. Aquela euforia de querer empinar uma bicicleta com uns 30kg de carga, os gritos de alegria, o rosto emocionado.

Quando ele esteve em BH, mais no início de sua jornada, tive a oportunidade de encontrá-lo por acaso, numa reunião de cicloativistas no local onde ele estava hospedado. Tivemos um papo rápido, mas muito legal. Acho que uma identificação de dois bicicleteiros que gostam de sentir a liberdade, de experimentar esse mundão bonito demais da conta. Estava com minha bicicleta roda fixa, e ele me clicou e me presenteou com a foto abaixo.

Foto: Felipe Baenninger - Projeto Transite
Foto: Felipe Baenninger – Projeto Transite

Depois ele seguiu viagem, e eu e muitas outras pessoas seguimos viajando junto com ele. Isso porque o Projeto Transite está sendo viabilizado pelo financiamento coletivo, essa novidade dos tempos de internet que permitiu realizar muita coisa bacana.

A primeira fase foi concluída. E agora, está aberta no Catarse a segunda fase do Projeto, que você pode conhecer e ajudar clicando nesse link: www.catarse.me/tr2

*          *          *

Vá entender as paixões humanas. Desde criança eu sou apaixonado por mapas. Comprava mapas do Brasil de vendedores ambulantes no centro da cidade. Ficava olhando os Estados e as Capitais, me perguntando se algum dia eu iria conhecer todas elas.

Quando recebi esse vídeo do Felipe eu virei criança de novo. Abri o mapa do Brasil (dessa vez na internet) e fui olhar o Acre, um dos poucos Estados do Brasil que eu ainda não conheço. Que aventura!

O Brasil é grande, o projeto é lindo e não pode parar! Ainda faltam 17 capitais, e eu tô curtindo demais acompanhar esse cumpadre pedalando.

O Projeto Transite tem uma relação muito forte com o que penso sobre as bicicletas, e é claro, com o “espírito” do Até Onde Deu pra Ir de Bicicleta.

Pro Felipe, deu pra ir até o Acre!

Por enquanto. Porque vem mais por aí…

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here