Relato: Cicloturismo na Argentina

0
375
Foto: acervo pessoal Marcos Eugênio Siqueira

Por Marcos Eugênio Siqueira Gularte

No ano de 2013 pedalei 780km em busca de realizar meu sonho de subir a Cordilheira dos Andes. No dia 01 de outubro comecei minha jornada atravessando a ponte que liga Uruguaiana a Passo de Libres na Argentina. Detalhe: eu não sabia que não poderia ter atravessado a ponte pedalando, fui barrado pela polícia da aduana, mas como já estava lá segui meu caminho, passando por varias cidades da Argentina conhecendo muitas pessoas, outras hábitos e um povo muito hospitaleiro.

Cheguei até Armstrong e a partir daí não pude mais seguir em direção a Cordilheira, pois a rota que eu havia escolhido não permitia acesso de bike. No total foram 14 dias na Argentina.

Foto: acervo pessoal Marcos Eugênio Siqueira
Foto: acervo pessoal Marcos Eugênio Siqueira

Como ainda não realizei meu sonho de chegar à Cordilheira, e sonhos precisam ser sonhados, estou planejando uma nova rota para que possa chegar até a Cordilheira dos Andes da maneira que sempre sonhei: de bike.

Dicas de Hospedagem

Você pode reservar hotéis, pousadas, hostels e até casas de hóspedes através do Booking.com. Assim terá muitas opções para comparar e escolher a que vai te atender da melhor forma.

Envie você também a sua história

ATÉ ONDE VOCÊ FOI é o maior banco de histórias e experiências sobre a bicicleta e o ciclismo da internet brasileira. Para conhecer o projeto e enviar a sua história basta clicar aqui

Faça Cicloturismo com segurança

Tão bom quanto viajar de bike é retornar em segurança para planejar os próximos roteiros! Somos comprometidos com a segurança no cicloturismo e disponibilizamos 2 artigos especiais pra você conferir antes de colocar a bike na estrada:

COMPARTILHAR
Artigo anteriorUm rolé em Belém do Pará
Próximo artigoUma vida em cima da bicicleta
Até Onde VOCÊ Foi? é um projeto do blog que divulga histórias inspiradoras das pessoas e suas bicicletas. As primeiras pedaladas, sua última viagem de bike e muito mais. O texto é de autoria do leitor indicado no início do post, e as informações e opiniões contidas são de responsabilidade do mesmo. Que tal compartilhar sua história com milhares de leitores? Basta enviá-la para contato@ateondedeuprairdebicicleta.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA