Bikepacking ou alforjes: um comparativo para o cicloturismo

0
5
bikepacking-ou-alforjes

Bikepacking ou alforjes, qual escolher para a minha cicloviagem? Entenda o que é cada um deles, veja as vantagens e desvantagens, além de um comparativo entre as opções.

Decidiu que quer planejar a sua primeira cicloviagem, separou os destinos, a bagagem e tudo o que é preciso, mas não sabe como guardar sua carga? O bikepacking ou o alforje pode ser a opção perfeita para você. Cada um deles possui vantagens e desvantagens que valem a pena ser analisadas antes de decidir.

Em um, você monta a sua carga de acordo com a sua demanda. Não há excesso de peso e os prejuízos para a aerodinâmica são mínimos. No outro, você pode levar mais coisas, é mais prático de organizar e mais barato. Porém, interfere no seu equilíbrio.

Para além dessas diferenças, existem várias outras que apresentarei ao longo deste artigo. Acompanhe! Caso queira assistir este conteúdo em vídeo, clique na caixa abaixo.

O que é o Bikepacking?

bikepacking
Créditos | Pixabay

Bikepacking ou mochila nas costas é uma nova modalidade de cicloviagem que, a cada dia, se torna mais popular por causa da sua funcionalidade. Nela, pequenas bolsas e equipamentos são acoplados na bicicleta de modo a afetar o mínimo possível da aerodinâmica.

É a opção perfeita para quem busca um estilo de viagem mais minimalista. Ou seja, levar somente o necessário, no menor espaço disponível e pesando o mínimo .Para isso, são utilizados diferentes tipos de bolsas que variam conforme o objetivo. Vale lembrar que você pode utilizar uma única mochila, como pode, também, utilizar o kit completo.

A seguir, vou explicar a diferença entre os modelos.

Marimbondo ou Seatbag

Bolsa de Selim Journey G Northpak

O Marimbondo ou Seatbag é uma bolsa colocada no selim da bicicleta (embaixo do assento), podendo prolongar até a roda e com capacidade de armazenamento variada. Para o seu uso, é recomendado que a distância entre o selim e a roda traseira seja de, no mínimo, 25 centímetros. No canote, de 16 centímetros.

É fundamental que o compartimento esteja bem fixado para evitar que a sua bicicleta balance enquanto pedala. Não se esqueça, também, de verificar se o compartimento é a prova d’água ou só resistente à água para evitar acidentes.

Bolsa de Quadros ou Frame Bag

jalapão bikepacking
Bolsa de quadro ao centro. Foto: Edinho Ramon

Feita sob medida (mais recomendado) ou em tamanho universal, a Bolsa de Quadros, como o próprio nome já indica, é planejada para ocupar os três quadros da bike. É ideal para armazenar objetos mais pesados, visto que mantém o centro de gravidade da bicicleta mais baixo.

Quando for encomendar a sua mochila, cuidado com zíperes frágeis, ainda mais considerando o que você vai levar. Além do mais, priorize modelos com mais de um bolso para facilitar a sua organização.

Tanque ou Toploader

Bolsa de quadro long way Northpak

Uma variação da Bolsa de Quadro, o Tanque ou Toploader é uma bolsa fixada no tubo superior. Suas maiores vantagens é a alta capacidade de armazenamento, juntamente ao acesso facilitado.

Por isso, é indicada para guardar o celular, carteira, chaves, ferramentas e outros equipamentos pequenos utilizados com mais constância. 

Bolsa de Guidão

Porta volume de guidão Apidura

Assim como os outros modelos de bolsa para bikepacking, a bolsa de guidão, que fica no guidão da bike, possui variedade em formatos, estilos e tamanhos. O indicado é priorizar uma carga mais leve, além de patches anti-abrasão para evitar danos nas marchas.

Para mais, valorize modelos que possuem um sistema de fixação para barracas de camping. Pode ser útil para alguns tipos de viagem.

Sacos para periféricos e acessórios

Além dos quatro modelos tradicionais, existem outros tipos e formatos de mochilas que podem ser customizados conforme o interesse do viajante. Novamente, o ponto forte do bikepacking é a sua capacidade de adaptação de acordo com a necessidade.

Quais são as vantagens e desvantagens do Bikepacking

Com a opção de ser customizado sob demanda, a maior vantagem e a desvantagem está, justamente, nisso. Você customiza a bolsa conforme a sua necessidade, logo, não há gasto de verba desnecessária. Porém, a personalização faz com que as bolsas fiquem mais caras, ainda mais quando comparadas ao modelo universo.

Da mesma forma, ao mesmo tempo que ocupa menos espaço, o local disponível para guardar as suas bagagens é menor. Paralelamente, as mochilas geram variedade nas formas de usar, sendo uma ótima aliada na hora de dividir a carga. Contudo, é preciso um cuidado a mais quando for organizar a bagagem. Resumidamente:

Vantagens

  • Ocupa menos espaço;
  • Mais aerodinâmica durante a sua viagem;
  • Variedade de combinações e modelos;
  • Boa divisão de carga.

Desvantagens

  • Difícil de desmontar o conjunto;
  • Menos espaço disponível;
  • Exige melhor organização da carga.

O que são os Alforjes?

alforjes

Modalidade tradicional para quem pratica o cicloturismo, os alforjes são as famosas bolsas acopladas ao bagageiro. Disponível em modelos traseiros ou dianteiros, é a escolha perfeita para viajantes que levam mais bagagens.

Bem como o Bikepacking, possui variedade em modelos e sistemas de fixação. Por exemplo, pode ser uma bolsa única ou um saco tanque impermeável. Como pode ser um equipamento compatível com alças, que vira uma mochila.

Quanto ao sistema de fixação, pode ser velcro ou encaixe. Tudo vai depender da capacidade da sua bagagem.

Quais são as vantagens e desvantagens do Alforje

Ao mesmo tempo que cabe mais bagagem, ocupa mais espaço e gera maior variação na aerodinâmica. Quando comparado ao bikepacking, sua maior vantagem é a facilidade de organizar a sua bagagem, a praticidade ao mover com o que está lá dentro e o preço. Porém, também existem desvantagens. Em síntese:

Vantagens

  • Grande capacidade para armazenar carga;
  • Fácil de tirar carga e colocar mais;
  • Fácil de organizar a bagagem antes, durante e após o trajeto;
  • Mais barato.

Desvantagens

  • Ocupa mais espaço na bicicleta;
  • Gera maior alteração no equilíbrio, uma vez que modifica o centro de gravidade da bike e modifica a aerodinâmica.

Bikepacking ou Alforjes, qual escolher?

Antes de escolher a forma de armazenar a sua bagagem, você precisa entender qual tipo de cicloturista você é e qual tipo de viagem você quer fazer. Será uma viagem auto suficiente ou confortável? Você prefere uma viagem mais minimalista ou repleta de recursos? A partir daí, já temos um norte.

Depois disso, é preciso considerar o tamanho da carga. Nem sempre, o que você quer levar, cabe nas mochilas de Bikepacking. Além disso, existe o lado financeiro. As bolsas são mais caras do que um alforje. Em contraponto, nada impede que você comece com um alforje e compre as bolsas aos poucos.

Nada impede, também, que você mescle as duas opções. Ou, até mesmo, outros formatos que não falei aqui, mas são utilizados com ciclistas. Só tome cuidado. Uma dica: quanto mais espaço a gente tem, maior é a tendência de levar coisas desnecessárias. Não faça isso!

Portanto, quando for escolher qual das duas modalidades, considera o que você quer investir, como quer começar e qual a melhor forma para você.

Como vimos ao longo deste artigo, bikepacking ou alforjes, depende. Depende do tipo de viajante que você é, o que levar e os seus objetivos. Cada uma das modalidades traz vantagens e desvantagens. Inclusive, eu diria que é até difícil compará-las.  Portanto, escolha a opção que esteja de acordo com as suas prioridades.
Esse conteúdo faz sentido para você? Deixo de indicação para download uma série de ebooks que fiz sobre o cicloturismo. Vai ajudar você com a sua viagem.

ad-planilhas-250x250-dark-animado
ad-planilhas-250x250-dark-animado
ad-planilhas-250x250-dark-animado

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here