Como criar roteiros de cicloturismo originais em 3 passos

10
1082
criar roteiros de cicloturismo
Direitos autorais: wavebreakmediamicro / 123RF Imagens

Post atualizado em 05/11/2017

Uma das etapas mais legais do planejamento de uma cicloviagem é sem dúvida a criação do roteiro. Definir o percurso, os pontos de interesse, a rota mais segura e que mais combina com o seu estilo de viagem. Criar roteiros de cicloturismo pode não ser uma tarefa simples pra alguns.

Mas com a prática, um bom método e as ferramentas corretas você vai conseguir planejar roteiros originais para suas cicloviagens.

E foi pensando nisso que eu criei esse post, onde divido com você o meu método de criação de rotas para as minhas cicloviagens. É um método pessoal, que você pode copiar integralmente ou adaptar da forma que achar melhor. Eu já fiz 3 cicloviagens usando esse método e tem funcionado bem pra mim.

Uma dica pra começar

Gpsa para ciclismo garmin edge 1030
GPS Garmin Edge 1030

Você pode utilizar os roteiros montados por você no seu GPS ou smartphone. Aqui no Até Onde Deu pra Ir de Bicicleta temos um Post Guia especial sobre GPS para ciclismo, onde você pode saber tudo sobre esse aparelho. É só clicar no link e conferir.

Ah, e no final do post eu apresento 5 sites (alguns com aplicativos para celular) nos quais você pode desenhar os roteiros de cicloturismo gratuitamente. Alguns deles nós utilizamos para montar as rotas entre 200 e 600km das provas do Inconfidentes Pedalantes, clube de ciclismo de longa distância do qual faço parte aqui em Belo Horizonte.

Então fique ligado nas dicas abaixo pra começar a tirar os sonhos da cabeça e montar o seus roteiros de cicloturismo.

Como criar roteiros de cicloturismo originais?

criar roteiros de cicloturismo
Direitos autorais: wavebreakmediamicro / 123RF Imagens

Essa é uma dúvida que aparece muito entre os leitores que me escrevem aqui no blog. Ela não vem na forma da pergunta acima, mas sim de muitas outras, como por exemplo:

  • “Estou querendo ir da cidade “X” para a cidade “Y”. Já fez esse trajeto? Conhece alguém que fez?”
  • “Como faço para ir do lugar “X” para o lugar “Y”? Preciso de dicas”
  • “Estou querendo fazer uma viagem de “A” até “B”. Você possui um roteiro ou arquivo para GPS?”

Essas perguntas mostram como ainda é difícil encontrar informações sobre rotas de bicicleta. Ou seja:

nem sempre o roteiro ou a informação que você procura está disponível na internet.

Por isso é importante saber criar roteiros de cicloturismo. Isso vai trazer mais autonomia e segurança para sua cicloviagem, pois vai pedalar com conhecimento da rota, sabendo como adaptar no caso de necessidade etc.

Para os roteiros clássicos – como a Estrada Real, Caminho da Fé, Vale Europeu, entre outros – as informações são abundantes. Temos relatos, muitas fotos, vídeos e rotas de GPS encontradas facilmente seja aqui no blog ou nos grupos de cicloturismo da internet.

Mas, e se quisermos fazer uma viagem com um roteiro original? Passear por um local pouco visitado, sobre o qual ainda não se possui muita informação na internet?

Esse é o momento em que você vai dar asas à sua criatividade e criar roteiros de cicloturismo “do zero”.

Imagine que você tem uma viagem de trabalho marcada, e quer aproveitar para pedalar por alguns dias na região onde vai visitar. Ou ainda, fazer uma cicloviagem por uma região que foi importante na sua história, onde viveu parte de sua infância, ou onde possui parentes e amigos queridos prontos para lhe receber com sua bike.

Essa pra mim é a parte mais legal de criar um roteiro original de viagem de bike. É como se você tivesse uma folha em branco (no nosso caso, um mapa) prontinho pra você criar em cima dele e colocar o seu sonho – que vai virar realidade – desenhado.

Então vamos treinar! Abaixo o passa-a-passo que eu utilizo para criar os meus roteiros de cicloturismo.

Criando de roteiros de cicloturismo em 3 passos

1 – Coloque o roteiro no Google Maps

Cicloturismo na Puglia: o roteiro da cicloviagem
Roteiro de cicloviagem que fiz na região da Puglia (Itália)

Esse é um primeiro passo bem simples, com o qual muitos estão familiarizados. Eu faço isso para ter os primeiros dados sobre o roteiro: distância e caminhos alternativos.

Basta colocar no Google Maps as cidades de origem e destino e selecionar o meio de transporte desejado.

Dica: o Google habilitou recentemente em algumas regiões a opção de escolha da bicicleta como meio de transporte. Isso vai lhe dar algumas informações como altimetria do percurso, o que é um dado muito importante. De qualquer forma, essa informação também estará disponível na hora de desenhar os roteiros nos sites de criação de rotas.

Caso a opção da bicicleta não esteja disponível, eu seleciono à pé, pois dá o caminho mais curto. E depois seleciono a opção do carro, para comparar e ter ideia do trajeto dentro das mãos de direção de eventuais rua.

Depois o Google Maps vai te apresentar a rota, destacada em azul, além de eventuais rotas alternativas em cinza. Nessa hora você poderá utilizar o mouse e arrastar o trajeto em azul, modificando para testar rotas de sua preferência. Veja um exemplo de exploração de rotas alternativas que eu utilizei em uma cicloviagem.

Utilizando o Google Maps para definir roteiros de cicloturismo.

O exemplo abaixo foi de uma cicloviagem que fiz em 2015, entre Caxambu (MG) e São Bento do Sapucaí (clique no link para ver o relato). Você pode acompanhar pelas fotos.

criar roteiros de cicloturismo - exemplo
Três opções de caminhos, todos por estradas estaduais e/ou federais…

O Google Maps me dava três opções de trajetos, passando por estradas estaduais ou federais mais movimentadas. Porém, eu queria fazer uma cicloviagem mais tranquila, de preferência por estradas de terra, pouco movimentadas.

Arrastando o mouse no trajeto azul, percebi que tinham algumas pequenas estradas entre as duas estradas principais de asfalto. Ao arrastar o trajeto, vi que era possível fazer por estradas alternativas de terra.

buscando possibilidades de rotas alternativas...
buscando possibilidades de rotas alternativas…
Até o roteiro final
Até o roteiro final

O resultado você pode ver no post da viagem.

2 – Desenhe o roteiro em um site de criação de rotas

Depois dessa primeira exploração no Google Maps, é hora de desenhar a rota em um site próprio. Mais abaixo no post eu listei 5 sites onde você pode fazer isso – a maioria deles de forma gratuita.

Por que eu utilizo esses serviços além de usar o Google Maps?

Primeiro porque eles te permitem uma série de vantagens, facilidades de uso que vão um pouco além ou funcionam um pouco diferente do serviço do Google Maps.

Vejam algumas delas:

A – Você tem mais liberdade desenhar e para alterar o trajeto

B – Os seus roteiros ficam salvos e bem organizados para consultas futuras: você pode acessar o roteiros, adicionar e modificar informações,

C – Você pode adicionar pontos de interesse no seu roteiro. Eu adiciono pontos de interesse como:

  • locais onde quero parar para visitar
  • pontos de alimentação
  • locais de hospedagem (campings, pousadas, hotéis etc)
  • informações sobre o local (condições de estrada, melhor hora para pedalar pela região etc.)

D – Você pode baixar no trajeto criado em um arquivo gpx ou outro compatível com o seu GPS

E – Em alguns sites ou aplicativos, você pode baixar a rota para o seu celular e acompanhá-la offline, sem utilizar seu plano de dados do celular

Em todos os serviços, você precisa criar uma conta (gratuita) para poder utilizar.

3 – Baixe o roteiro em todos os formatos possíveis

criar roteiros de cicloturismo
Direitos autorais: cunaplus / 123RF Imagens

Depois de pronto, você deve baixar o roteiro criado em todos os formatos possíveis. O arquivo no formato de gps (TCX ou GPX) pode ser utilizado nos aplicativos dos serviços abaixo (veja na lista os sites que possuem aplicativos para celular) ou exportado para o seu gps.

Dica importante: Além dos arquivos de GPS, você pode também baixar as planilhas. Eu gosto de ter uma planilha (em PDF) no celular e também impressa, pois apesar de toda a tecnologia, ainda podemos ter alguns contratempos tecnológicos em uma cicloviagem: bateria acabando, pedalar por locais sem sinal de operadoras de telefonia celular, quebras, perda do aparelho etc.

Bônus: 5 aplicativos para desenhar roteiros de cicloturismo

Você pode criar roteiros de cicloturismo em qualquer um dos aplicativos abaixo. Vale comparar antes quais os serviços oferecidos nas versões gratuitas e pagas.

Eu sugiro que você experimente alguns e escolha o que lhe atende melhor (mas eu não fujo da raia, e indico o que eu utilizo rsrs ).

Junto com algumas indicações eu coloquei vídeos do YouTube sobre como utilizar os aplicativos. Alguns estão em inglês. Mas nesse caso você pode habilitar as legendas do Youtube e traduzí-las para o português, clicando no botão de configuração na parte inferior do vídeo.

1 – Ride with GPS

logo_vertical_padded

Coloquei ele primeiro pois é o aplicativo que utilizo atualmente. Já me familiarizei com os comandos para desenhar as rotas.

Integrações: funciona com o Garmin Edge ou qualquer modelo de GPS que exporte/importe arquivos TCX e GPX.

Aplicativo para celular (Android / iOs): SIM

Rotas offline: SIM

Clique aqui para acessar o site do Ride With GPS

2 – GPSies

gpsies_bg_header

Outro serviço bastante utilizado, e disponibilizou recentemente aplicativos para celular.

Integrações com GPS: SIM.

Aplicativo para celular (Android / iOs): SIM

Rotas offline: SIM

Clique aqui para acessar o site do GPSies

3 – Wikiloc

wikiloc

Possui site em português, e por isso é um serviço muito utilizado por brasileiros. Se quiser alguma rota pronta, basta procurar no site. Caso contrário, pode desenhar a sua.

Integrações com GPS: SIM.

Aplicativo para celular (Android / iOs): SIM

Rotas offline: SIM

Clique aqui para acessar o site do Wikiloc

Clique aqui para acessar o site do Ride With GPS

4 – Bikemap

bikemap

A desvantagem é que não possui aplicativo para celular. Mas resolvi indicá-lo pois já foi muito utilizado (e ainda é) e por isso possui muitas rotas. Nesse caso você pode baixar o arquivo para o seu GPS.

Integrações com GPS: SIM

Aplicativo para celular (Android / iOs): SIM

Rotas offline: NÃO

Clique aqui para acessar o site do Bikemap

5 – Strava

logo_strava_0

O mais conhecido e utilizado atualmente pelos ciclistas. Possui o serviço de criação de rotas relativamente novo, e ainda não tão prático comparado com outros exemplos acima. Mas como o Strava é o aplicativo mais popular entre os ciclistas, vale a pena experimentar.

Integrações com GPS: SIM.

Aplicativo para celular (Android / iOs): SIM

Rotas offline: SIM

Clique aqui para acessar o site do Strava

10 COMENTÁRIOS

  1. André, achei legal suas dicas. Já tenho feito viagens com métodos um pouco diferentes. Vou deixar aqui mais 2 que uso. Desde há muito tempo, 2008, uso o Bikely.com. Tenho minhas rotas cadastradas e sou um pouco conservador. Não uso GPS – acho que desvia muito minha atenção (do visual mesmo da cicloviagem). Nunca tive grandes problemas (já tive até um Garmim muito bom….).
    Outro app que eu uso bastante é o RoadBike ou Runstatic. Tem v.free e paga. O problema dos aplicativos é quando vc passa por regiões completamente sem sinal, como parques nacionais, por exemplo.

    [ ]s

  2. Legal Sérgio. O bikely foi um dos primeiros sites de rotas pra bike na internet. Eu também prefiro pedalar sem o GPS. Mas esse ano devo experimentar. Grande abraço e boas pedaladas

  3. Parabéns, André. Post super interessante e detalhado, que supre a necessidade dos ciclotuiristas que gostam assim como eu de criar suas próprias rotas. Creio que isso está intrinsico em nós professores, ou seja, o prazer da pesquisa e das novas descobertas.

  4. Bom dia André,
    Muito bom seu post, parabéns. Gostaria que você complementasse, se possível, informando qual(is) aplicativo(s) você sugere para seguir o track criado. Já experimentei utilizando o bikemap porém o aplicativo não rotacionava o mapa no sentido da direção em que eu seguia. Abraço.

  5. Obrigado André pelo seu Post! Cheguei aqui depois de pesquisar sobre o “Ride with GPS”. Depois de definida a rota, como é sua experiência com este app na navegação? Ele faz a orientação (tipo vire a direita, ou a esquerda)? E se durante a viagem você desviar um pouco da rota pré-criada?
    Desde já obrigado pelas respostas

  6. O Runtastic Pro é muito bom, faço minhas rotas com ele, para andar pela minha região, funciona offline, a limitação está que ele so deixa você fazer rotas até 400km.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here