Desempenho no ciclismo: veja 3 formas para orientar seus treinos

0
290
Direitos autorais: ostill / 123RF Imagens

A melhora do desempenho no ciclismo é algo que percebemos com algum tempo de prática da modalidade. São adaptações fisiológicas que acontecem em nosso corpo a partir do momento em que começamos a estimulá-lo – neste caso, com as pedaladas.

Isso é algo muito interessante de se perceber: como conseguimos pedalar mais rápido, maiores distâncias, e cansar menos à medida em que vamos ganhando tempo de prática na bike.

Quem começa a pedalar e a se interessar um pouco mais pelo ciclismo, quer também saber como acompanhar o seu desempenho e a sua melhora no esporte.

E foi pensando nisso que resolvi escrever este artigo, onde apresento 3 métodos para mensurar e orientar o seu desempenho no ciclismo. Pra cada um deles eu coloquei um link para um post bem mais completo aqui do blog, caso você queira saber um pouco mais.

Porque medir o desempenho no ciclismo?

Direitos autorais: auremar / 123RF Imagens

Essa é uma importante e a sua resposta diz muito sobre o seu desenvolvimento na bike.

Se você pedala “por conta própria”, fazendo seus treinos e pedais de forma intuitiva, medir o seu desempenho vai te dar uma idéia do seu desenvolvimento com a bike. Vai saber o que melhorou, o quanto melhorou, e o que ainda pode ser melhorado em termos de desempenho. Além disso, terá um registro importante do volume e intensidade dos seus treinos.

Agora, se você tem um acompanhamento profissional na elaboração dos seus treinos de bike, terá além das vantagens que eu já citei acima, uma importante ferramenta de controle de desempenho.

Isso porque o profissional responsável pela elaboração dos seus treinos vai utilizar esses dados para calcular o volume e a intensidade dos seus treinos, para calcular como e quanto evoluir à medida em que o treinamento progride. Isso vai permitir que você tenha a carga correta de treinamento, de acordo com seus objetivos, sua rotina e suas necessidades.

Então vamos conhecer as principais formas de mensurar o seu desempenho na bike.

3 formas de mensurar seu desempenho no ciclismo

1 -Treino por Frequência cardíaca

frequência cardíaca no ciclismo

É um dos métodos mais conhecidos e bastante utilizado no ciclismo. A partir da frequência cardíaca máxima de cada ciclista, são calculadas as suas zonas de treinamento. Essas zonas são faixas de frequência cardíaca que vão determinar a intensidade do seu pedal, bem como as vias energéticas utilizadas na atividade.

Se você achou complicado e quer saber mais, temos um artigo bem completo sobre frequência cardíaca no ciclismo, onde explicamos em detalhes sobre as zonas de treinamento.

Para medir seu desempenho no ciclismo utilizando este método você vai precisar de uma fita cardíaca, que vai medir os seus batimentos e enviar os dados para um relógio, ciclocomputador ou aplicativo de celular. Temos também um post Guia sobre fitas cardíacas, que te mostra os principais modelos e as vantagens de cada um. É só clicar e conferir.

Após o pedal, esses aplicativos apresentam estatísticas importantes. Você fica sabendo, por exemplo, quanto tempo pedalou em cada zona de treinamento. No caso de treinos orientados por profissionais, você já sai para o pedal sabendo em quais zonas irá pedalar, como serão os estímulos etc.

2 – Treino por cadência

cadência no ciclismo
Direitos autorais: ramonespelt / 123RF Imagens

O treino por cadência também é muito utilizado no ciclismo. A cadência é medida em Rotações por Minuto (RPM). Dessa forma, você (ou seu treinador) pode definir qual a cadência ideal para o seu pedal

Treinar cadência é importante para dar consistência e regularidade às pedaladas. Você pode, por exemplo, pedalar na mesma cadência independente do relevo, mudando as marchas para manter o giro do pedal na mesma freqência.

Para medir seu desempenho no ciclismo utilizando este método, você vai precisar de um medidor de cadência. Trata-se de um sensor que pode ser acoplado geralmente no pedivela ou no tubo inferior do quadro da bicicleta, que mede as rotações por minuto (RPM) à medida em que o pedal passa por ele.

Assim como as fitas cardíacas, os dados são enviados para o ciclocomputador ou aplicativos do celular, para que sejam geradas as estatísticas de desempenho.

É importante portanto comprar um ciclocomputador ou GPS que venha com o medidor de cadência, ou então comprar um medidor de cadência que seja compatível com seu ciclocomputador ou aplicativo.

Para saber mais sobre esse método eu nosso artigo:

3 – Treino por Potência

Medidor de Potência Dura Ace

Este é um método relativamente novo (comparado aos outros) e muito utilizado por atletas de alto rendimento. Para utilizá-lo, você precisará de um medidor de potência, que ainda é um aparelho u pouco caro. Mas pouco a pouco eles vem se popularizando, e já começam a equipar também as bikes de atletas amadores que querem investir nos seus treinos.

Os medidores de potência calculam a. Os modelos mais completos podem nos dar informações muito interessantes, como a força empregada por cada perna durante a pedalada, distribuição de força em diversas fases do pedal, potência média, entre outras.

Assim como os outros métodos, os dados são analisados em aplicativos e disponibilizados para o ciclista após o pedal. Dessa forma, você pode utilizar também a potência para medir seu desempenho no ciclismo.

Para saber mais, clique no link a seguir e confira nosso artigo no blog sobre potência no ciclismo.

Dicas finais: qual método devo usar?

desempenho no ciclismo

Não existe um método que possa ser considerado melhor do que o outro, uma vez que estamos falando de variáveis diferentes.

Você pode fazer um treino com potência alta e cadência baixa, por exemplo. Então,  quanto mais dados você tiver, mais completa será a compreensão do seu desempenho no ciclismo.

Tudo vai depender do quanto quer investir nos equipamentos e também nos seus treinos.

Você pode utilizar, um, dois e até três métodos simultaneamente. Hoje existem ciclocomputadores bem completos – como o Garmin Edge 1000, por exemplo, que possuem medidor de cadência e fita cardíaca. Novos modelos com medidores de potência acoplados já vão se popularizando no mercado, e em breve você poderá acompanhar seu desempenho no ciclismo de forma cada vez mais completa.

E vale a dica de sempre. Todos esses dados acompanhados pelo trabalho de um profissional de Educação Física especializado na elaboração de treinos de ciclismo vai otimizar o seu desenvolvimento na modalidade.

DEIXE UMA RESPOSTA