Bermuda de ciclismo: aprenda a escolher a correta para você!

0
4407
Bermuda de ciclismo Astana 2017 ERT Cyclesport
Bermuda de ciclismo Astana 2017 ERT Cyclesport

Atualizado em 16/03/2019

Quando falamos em roupa para ciclismo, a bermuda é a primeira que vem a mente de muitas pessoas, e isso não é por acaso. Afinal, ela oferece muito mais conforto durante as pedaladas, evitando problemas como assaduras, bolhas e outros que podem lhe impedir de continuar os treinos.

Mas, com tantas opções no mercado, nem sempre é fácil encontrar a bermuda de ciclismo correta e que, claro, esteja de acordo com as nossas necessidades. Para lhe ajudar, montamos este conteúdo bem completo. Confira.

Se preferir, assista e este conteúdo em vídeo:

Afinal, qual a importância da bermuda de ciclismo?

Bermuda de ciclismo Free Force Neo Classic
Bermuda de ciclismo Free Force Neo Classic

Se você ainda não usa a bermuda de ciclismo está mais do que na hora de rever seus conceitos, afinal é praticamente impossível fazer um pedal um pouco mais intenso do que um simples passeio pela cidade, sem o uso dela.

Além do conforto óbvio que a peça traz, quando bem escolhida ela também ajuda a melhorar a circulação sanguínea, reduzindo a fadiga muscular e a sensação de dormência nos músculos, melhorando o seu rendimento.

A bermuda de ciclismo ainda é feita com material especial, que favorece a transpiração e evita as dores provenientes do contato constante da pele com o selim. De todos os equipamentos para ciclismo, a bermuda correta, certamente, é um dos que mais trará impacto ao seu rendimento e a sua performance – por isso sua escolha deve ser feita de maneira bem criteriosa.

O que considerar na hora de escolher a bermuda de ciclismo?

Bermuda de ciclismo Free Force Qeen
Bermuda de ciclismo Free Force Qeen

Existem alguns pontos que são primordiais na hora da escolha da bermuda de ciclismo e por isso nós separamos algumas observações fundamentais sobre cada um deles. Confira.

Tecido

A maior parte das bermudas atuais usa na sua composição a poliamida junto do elastano. Quando unidos estes tecidos favorecem a compressão e o ajuste correto da bermuda no corpo do ciclista.

Além disso, essas fibras trabalham outros aspectos como a troca de calor com o ambiente, o conforto e ainda podem ter outros tratamentos mais específicos, como proteção solar ou antibactericida.

O importante, na hora de comparar os modelos, é conferir como é a costura e também a construção da bermuda. Ao experimentar a peça, analise se ela se encaixa bem no seu corpo, sem “estrangular” a área da coxa ou do abdômen e nem ficar frouxa em pontos importantes de sustentação.

Também note se a costura não é sobreposta, mas sim feita lado a lado no tecido. Este detalhe é importante para evitar que apareçam assaduras, principalmente em treinos ou pedais mais longos ou sob sol intenso.

Para quem pretende fazer uso dessas bermudas para treinos mais longos ou até viagens, vale à pena investir nos modelos com tratamento antibacteriano, afinal você ficará com uma roupa quente e úmida por várias horas – e este pode ser um ambiente propício para a proliferação de micro-organismos causadores de micoses e outros problemas de saúde.

Forro acolchoado

Detalhe do acolchoamento da marca Aerotech

Esta é, sem dúvida, a parte mais importante da bermuda de ciclismo, afinal é ela a responsável pelo conforto do ciclista, reduzindo o impacto causado entre o quadril e a bicicleta. Por isso, é fundamental analisar se o forro é modelado anatomicamente, respeitando as diferenças básicas entre homens e mulheres.

É possível encontrar este forro em vários materiais, como espuma, gel e uma mistura dos dois. O que vai definir o tipo ideal para o seu caso é a distância que você costuma percorrer com a bike.

Os materiais mais densos promovem uma absorção maior do impacto e são mais recomendados para pedais longos ou intensos. Assim, via de regra, as bermudas com forro em gel são usadas para pedais mais longos, enquanto as de espuma, para os mais curtos e menos intensos.

As mulheres devem prestar atenção porque existem modelos específicos desenvolvidos especialmente para elas, com a parte acolchoada em um comprimento menor e uma largura maior na parte traseira.

No caso dos bretelles também existem diferenças, já que as alças são feitas de maneira diferente, evitando apertarem os seios, ou ainda com soluções mais práticas para ir ao banheiro, por exemplo.

Outra dica para as mulheres ciclistas é tentar evitar o uso da calcinha com a bermuda de ciclismo. Isso pode parecer estranho em um primeiro momento, mas a calcinha pode acabar machucando, devido ao desenho diferente das costuras da bermuda e da lingerie.

Tamanho e comprimento

Bermuda de ciclismo Refactor Lady Pro
Bermuda de ciclismo Refactor Lady Pro

O comprimento do shorts dependerá muito das suas preferências como ciclista. Lembrando sempre que os modelos mais curtos farão com que as suas pernas fiquem encostadas diretamente no selim – e este atrito constante poderá irritar a sua pele.

Por isso, o comprimento deve ser adequado ao tamanho da sua perna. Se você não tem ideia de qual é o certo, sente-se na sua bicicleta e veja até onde a sua perna encosta no selim.

O tamanho também é uma variável importante, porque se a bermuda ficar muito frouxa, ela pode não oferecer o suporte adequado. Assim, se você está em dúvida entre bermudas de dois tamanhos, tente optar pela menor, desde que, claro, ela não ofereça uma compressão excessiva.

Assim, o mais fácil é sempre experimentar a sua bermuda antes de levar para casa, já que as diferenças de tamanho e comprimento podem variar dependendo da marca.

Bermuda de ciclismo ou Bretelle: qual o melhor?

Bermuda de ciclismo BMC ERT Cyclesport
Bermuda de ciclismo BMC ERT Cyclesport

Não existe um consenso e tudo dependerá das suas preferências como ciclista. A bermuda oferece a vantagem da facilidade de por e tirar, tornando mais simples, por exemplo, a ida ao banheiro. Porém, ela é mais colada ao corpo e pode apertar mais na cintura, causando desconforto em algumas pessoas.

Já o bretelle tem a vantagem de que ele não sai do lugar durante o pedal e ainda não aperta tanto quanto a bermuda. Porém, é mais difícil vesti-lo e retirá-lo, e, quanto mais suado você estiver, mais difícil será. Além disso, as alças podem ser desconfortáveis, principalmente para as mulheres, apertando na região dos seios.

Você pode conferir também o nosso post sobre bretelle de ciclismo, para saber mais sobre o assunto e tirar suas dúvidas

Além dessas dicas, também vale a pena conversar com outros amigos ciclistas, pedindo algumas recomendações de bermudas de ciclismo. Não se esqueça de, ao experimentar, ainda conferir se o forro fica na posição certa – oferecendo a proteção ideal.

Também se atente as formas de lavagem e de conservação da sua bermuda, sempre dando preferência ao uso do sabão neutro ou de produtos específicos para roupas sintéticas. Se for possível, tenha mais de uma, principalmente se você treina com bastante frequência.

Onde encontrar a minha bermuda de ciclismo?

Depois de ler estas dicas, você já está empolgado para encontrar a sua bermuda de ciclismo? Separamos alguns links para você pesquisar modelos e preços atualizados.

Você gostou das nossas dicas de bermuda de ciclismo? Aproveite e compartilhe este conteúdo com os seus amigos nas suas redes sociais. E se você ainda tem alguma dúvida, deixe um comentário pra gente!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here