Como trabalhar com ciclismo indoor: descubra o que é preciso para se tornar um profissional da área

0
12
trabalhar-com-ciclismo-indoor

Como trabalhar com o ciclismo indoor? Crescente no mercado, para quem ama pedalar, a modalidade é mais uma frente de atuação. Veja o que é preciso para atuar na área.

A pandemia do Covid-19 e a necessidade de isolamento social fez com que várias profissões se reinventassem. As atividades passaram a ser feitas dentro de casa, sendo preciso adaptações. No setor do ciclismo, não foi diferente. Tanto é que aumentaram as buscas sobre como trabalhar com ciclismo indoor.

Para quem ama pedalar, o crescimento da modalidade mostra-se como uma oportunidade de mercado. No entanto, são poucas as informações disponíveis na internet, de confiança, para guiar o futuro profissional.

Pensando nisso, fizemos um post especial reunindo as principais dúvidas sobre o ciclismo indoor enquanto área de trabalho. Esperamos que ajude. Confira a seguir!

O que é o ciclismo indoor?

O ciclismo indoor é uma modalidade de treino na qual, a partir da utilização de uma bicicleta estacionária, replicam-se os mesmos desafios de um treino ao ar livre. Para isso, faz-se uso de diferentes cargas de peso e tipos de movimento.

O interessante da prática é que pode ser executada em qualquer lugar, desde que feita com equipamentos corretos. E a melhor parte, com uma orientação especializada, pode trazer os mesmos benefícios (ou até mais) de um treino tradicional.

Isso porque mesmo com a bicicleta parada, é uma atividade de alta intensidade. Ou seja, é ideal para treinar o condicionamento físico, a respiração e a resistência muscular. Além de ser uma ótima opção para o emagrecimento, é claro. Para mais, pode ser combinado com outros tipos de exercício, melhorando os resultados.

Por causa disso, da versatilidade da prática, associado, também, à curva de aprendizado reduzida, é uma ótima opção tanto para quem está começando, como para quem já é um atleta profissional. 

Para o primeiro, é uma chance de se desenvolver no ciclismo sem riscos de quedas e outras complicações. Já para o atleta profissional, permite combinar treinos com diferentes níveis de intensidade e em qualquer lugar.

Por que o ciclismo indoor cresceu?

bicicleta estacionária

Em um cenário de isolamento social, em que as pessoas estão privadas da convivência e da livre-circulação, treinar em casa é um passo importante para se proteger e manter a sanidade mental. No caso do ciclismo indoor,  permite se exercitar e andar de bicicleta sem se colocar em risco.

Segundo um estudo publicado pela revista científica Diabetes & Metabolic Syndrome: Clinical Research & Reviews, já existem pesquisas que apontam que há uma correlação entre a prática de exercícios e a proteção contra o Covid. De acordo com a mesma publicação, a prática de exercícios fortalece a imunidade no geral e o sistema imunológico.

Mas atenção. Isso não quer dizer que podemos nos descuidar. Apenas que os exercícios são ótimos aliados. Além do mais, existem os ganhos para a saúde mental. Não é segredo para ninguém que quando nos exercitamos, liberamos hormônios que geram sensação de bem-estar. Hormônios aos quais podem ajudar a combater a ansiedade e o estresse.

Neste sentido, o ciclismo indoor torna-se a opção perfeita. Principalmente para quem ama pedalar e para quem detesta a rotina padrão de exercícios. 

Tanto é que as vendas de rolos turbo e bicicletas estacionárias cresceram mais de 977% no Reino Unido. Paralelamente, a Decathlon UK afirmou em entrevista que o crescimento nas vendas dos rolos subiu, durante os meses iniciais da pandemia, para os quatro dígitos.

Como trabalhar com o ciclismo indoor?

Ainda não existe uma graduação específica para trabalhar com ciclismo indoor. O ideal é que o profissional seja formado em educação física, com registro no Conselho Regional de Educação Física (CREF) e com conhecimento na área.

A graduação como educador físico permite ao treinador compreender o funcionamento do corpo e do organismo. Dessa maneira, é possível montar um treino que realmente traga resultados e não corra risco de lesionar o praticante.

Ainda que o ciclismo indoor seja feito em uma bicicleta estacionária, a prática incorreta pode causar lesões musculares, danos nas articulações, problemas posturais, entre outros. Além do mais, é preciso ter conhecimento sobre ciclismo para compreender os melhores tipos e rotinas de treinos.

Assim como outras modalidades, a prática possui um tipo de exercício ideal, normas pré-estabelecidas e outros cuidados que precisam ser tomados. Caso você queira aprender mais sobre a área, deixamos de indicação os cursos da Wide Cycling.

Em diferentes graus de intensidade, cada uma das modalidades de ensino traz a oportunidade de se tornar um especialista no assunto. Tudo isso a partir do contato com os melhores profissionais da área. Vale a pena conferir!

Como adquirir uma bike indoor?

A prática do ciclismo indoor costuma acontecer de duas formas: por meio de uma bicicleta ergométrica ou a partir da adaptação da sua própria bike. No primeiro caso, você investe em um equipamento próprio para o ciclismo indoor.

Embora mais caro, oferece conforto, recursos a mais (medição de pressão, batimentos cardíacos etc) e qualidade no seu treino. Isso sem falar que você não desgasta a sua bicicleta e nem corre o risco de estragar qualquer peça.

Já a adaptação pode ser feita com o auxílio de um rolo de treino. As maiores vantagens são a praticidade, o comodismo e a variedade em modelos que são quatro: rolo de equilíbrio, magnéticos, fluídos e direct mount. Qual escolher? Depende do seu objetivo!

Quais são as principais dicas para atuar na área?

Da mesma forma que em outras profissões, para quem deseja ser um profissional do ciclismo indoor, é fundamental se especializar e buscar sempre conhecimento. O primeiro passo para isso, seria a graduação em educação física.

Mesmo que muitos a tratem como algo desnecessário, é um passo essencial para garantir bons resultados sem risco. A graduação oferece o básico para saber como o corpo funciona e buscar as melhores formas de estimulá-lo.

Depois disso, novamente, são os cursos e aprimoramento constante. Estude sempre sobre ciclismo indoor. Busque novidades, participe de grupos online e troque experiências. É fundamental entender também sobre o ciclismo. Recomendamos a Plataforma Re Cycle para você se aprimorar e adquirir uma formação de qualidade na área.

Por fim, outra dica básica, porém, muito esquecida, é conhecer as nomenclaturas e estudar as boas práticas do ciclismo indoor. Aprenda como regular os equipamentos e oferecer conforto para seus alunos. Pesquise sobre os principais tipos de treino. E claro, seja humilde na sua busca por conhecimentos.

Como vimos ao longo deste artigo, o ciclismo indoor é uma oportunidade de atuação para profissionais de educação física. Durante a pandemia, a busca pela prática cresceu bastante. Para quem deseja trabalhar na área, é recomendado ser formado em educação física, com registro no CREF e com conhecimento sobre ciclismo.
Este conteúdo faz sentido para você? Se após ler o texto, você decidiu dar o primeiro passo, deixamos de indicação a nossa Plataforma ReCycle. Vai ajudar você a se preparar melhor, se planejar e começar uma nova pedalada em busca de um novo futuro.

ad-planilhas-250x250-dark-animado
ad-planilhas-250x250-dark-animado
ad-planilhas-250x250-dark-animado

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here